Prefeitura inaugura unidade de saúde veterinária, e senhas para castração se esgotam em poucas horas

Publicado em 14/12/2019 - 15:55 | Atualizado em 14/12/2019 - 20:16
Moradora de Campo Grande, Valéria Nunes da Cunha levou o cãozinho Joe para ser tratadoMoradora de Campo Grande, Valéria Nunes da Cunha levou o cãozinho Joe para ser tratado. Foto: Marcelo Piu/Prefeitura do Rio

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, inaugurou neste sábado, dia 14 de dezembro, uma unidade de saúde veterinária da Prefeitura, em Campo Grande, Zona Oeste da cidade. O espaço vai oferecer serviços como consultas clínicas e castrações de cães e gatos, tudo gratuitamente. Com uma procura muito grande, em poucas horas se esgotaram as 980 senhas para quem foi fazer o agendamento para cirurgias de castração ainda em dezembro e em janeiro de 2020.

– Hoje nós estamos fazendo uma coisa muito importante aqui em Campo Grande. A partir de agora nós vamos ter um container espetacular, tem equipamento cirúrgico,  remédio, médico, tem tudo direitinho. Com isso, vamos poder atender a 35 animais (para castração) todos os dias e, no final de semana, já atendemos praticamente a 200 animais – afirmou o prefeito.

De acordo com a Subsecretaria Municipal de Bem Estar Animal (Subem), a unidade vai atender, entre consultas e castrações, a 60 animais por dia. A partir de 25 de janeiro, o agendamento poderá ser feito pelo site da Subem.

– Temos profissionais qualificados para fazer o atendimento dos animais. A Zona Oeste é uma região muito carente desses serviços e, a partir de agora, esses moradores terão a facilidade de marcar dia e horário das consultas e castrações. E o melhor, tudo de forma gratuita – lembrou o subsecretário de Bem Estar Animal, Roberto de Paula.

O Portal 1746 recebeu ao longo deste ano 3.089 denúncias de abandono e maus-tratos de animais. A Zona Oeste lidera as estatísticas com 49,48% das chamadas. Em segundo lugar, com 45,04%, está a Zona Norte, e, em terceiro, a Zona Sul com 5,48%.

Moradora de Campo Grande, Valéria Nunes da Cunha, de 60 anos, conta que desde criança sempre se preocupou com a saúde dos animais de rua. Por isso, não pensou duas vezes em ajudar um cão – batizado de Joe por ela – que apareceu na porta da sua casa com a pata machucada.

– Ele tinha sido atropelado e estava sofrendo. Passei a cuidar do Joe dando banho, comida e remédio. Fizemos até uma casinha para ele aqui na praça. Fico feliz com a inauguração desse posto veterinário porque poderei trazê-lo para castrar – contou Valéria, que em casa tem ainda duas gatas, três cadelas e dois cães.

A Prefeitura já possui outras três  unidades de saúde veterinária: em Bonsucesso, no Engenho de Dentro e em Guaratiba (Fazenda Modelo). Nos próximos meses, serão  abertas novas unidades em mais seis bairros: Bangu, Paciência, Pavuna, Vila Valqueire, Vicente de Carvalho e Flamengo, este último por meio de um convênio com a universidade Univeritas.