Programa habitacional Minha Casa Meu Guarda oferece dois mil apartamentos na Zona Oeste

Publicado em 17/10/2019 - 12:24 | Atualizado em 17/10/2019 - 15:19
Guardas municipais ouvem apresentação do programa habitacional que beneficia a categoria. Foto: Marcos de Paula / Prefeitura do RioGuardas municipais ouvem apresentação do programa habitacional que beneficia a categoria. Foto: Marcos de Paula / Prefeitura do Rio

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, lançou nesta quarta-feira (16/10) uma nova etapa do Minha Casa Meu Guarda. O programa habitacional voltado para os servidores da Guarda Municipal oferece duas mil unidades em empreendimentos em Santa Cruz e em Campo Grande, na Zona Oeste. A previsão é que os profissionais recebam seus apartamentos em, no máximo, 18 meses.

– A Guarda Municipal terá um condomínio, como mostrado aqui, com todas as amenidades de um condomínio na Barra da Tijuca. É claro que os imóveis serão menores para se adequar ao salário do guarda, porém serão de excelente qualidade. E eu acho que isso vale a pena a gente celebrar. Eu estou feliz porque hoje, aqui, o Minha Casa Meu Guarda teve uma grande afluência e gostaria muito que isso se tornasse uma realidade – afirmou o prefeito durante a apresentação do projeto aos guardas, na sede da corporação, em São Cristóvão.

A Secretaria Municipal de Infraestrutura, Habitação e Conservação fomentou a construção das novas unidades. Os apartamentos atenderão demandas atuais e também inscrições feitas em uma etapa anterior do programa que agora migram, automaticamente, para estes novos empreendimentos. Os imóveis terão cerca de 40 metros quadrados, dois quartos e infraestrutura de lazer no condomínio.

A previsão é de que os imóveis do Minha Casa Meu Guarda sejam entregues em 18 meses. Foto: Marcos de Paula / Prefeitura do Rio
A previsão é de que os imóveis do Minha Casa Meu Guarda sejam entregues em 18 meses. Foto: Marcos de Paula / Prefeitura do Rio

Condições favoráveis e desconto em folha

Os servidores da GM receberão um desconto de 12% em relação ao valor do Minha Casa, Minha Vida e serão beneficiados com imóveis voltados para a faixa 2 (renda bruta familiar de R$ 2,6 mil a R$ 4 mil), mas com os benefícios da compra de imóveis da faixa 1,5 (renda bruta familiar de R$ 1,8 mil até R$ 2,6 mil). Os imóveis, avaliados em cerca de R$ 170 mil, serão financiados por cerca de R$ 145 mil. A negociação será viabilizada pela Caixa Econômica Federal, com desconto em folha.

A possibilidade de conseguir a casa própria animou muitos guardas municipais que acompanharam a apresentação do programa. Allan de Oliveira Ivan, de 31 anos, está há sete anos na corporação. Casado, pai de um casal, de 11 e 4 anos, ele hoje mora com sua família em um espaço no terreno de seu pai, em Nova Iguaçu:

– É uma oportunidade ímpar. Nunca teve essa chance direcionada à Guarda Municipal. É hora de aproveitar – afirmou.

Também há sete anos na Guarda Municipal, Dhionny Flores da Luz, de 34 anos, disse que esta também é a oportunidade que sempre sonhou para conseguir um imóvel próprio para sua família. Casado e pai de dois filhos, de 10 e 2 anos, ele mora na casa de parentes de sua esposa, na Pavuna.

– Há um tempo venho pensando em adquirir um imóvel. Quando fiquei sabendo do Minha Casa Meu Guarda, vi que chegou ao momento. Gostei muito do parque, da área verde e a condição vai se encaixar perfeitamente. Cabe no bolso.