Prefeitura leva “Blitz da Vida” para Freguesia de Jacarepaguá nesta segunda-feira, 24/08

Publicado em 24/08/2020 - 14:39 | Atualizado
Em um mês, ação conjunta de ordenamento e combate à pandemia na retomada já resultou em mais de 1,2 mil fiscalizações no comércio e 171 acolhimentos de pessoas em situação de rua Foto Divulgação Seop / Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), inicia, nesta segunda-feira, 24/08, mais uma operação “Blitz da Vida”, desta vez na Freguesia de Jacarepaguá, na Zona Oeste. É o oitavo bairro contemplado com o projeto que alia ações de ordenamento e demais medidas preventivas de combate à pandemia de Covid-19, como a distribuição de máscaras, em espaços públicos sensíveis a aglomerações durante a retomada. Em um mês, de 21/07 a 21/08, a “Blitz” já resultou em 1.250 fiscalizações e orientações a estabelecimentos comerciais (587) e ambulantes (663), e 596 abordagens a pessoas em situação de rua, com 171 acolhimentos.

A força-tarefa registrou ainda 346 multas de trânsito por diversas irregularidades, com 139 veículos removidos por estacionamento irregular; e retirada de mais de 30 toneladas de resíduos sólidos das ruas dos sete bairros por onde passou: Centro, Copacabana, Ipanema, Leblon, Campo Grande, Santa Cruz e Tijuca.

Balanço de fim de semana: 24 estabelecimentos fiscalizados em ações noturnas para coibir aglomerações

Neste fim de semana, a Seop integrou ações noturnas para verificar denúncias de eventos irregulares com aglomerações em 24 estabelecimentos (bares, restaurantes e casas noturnas), nas zonas Norte e Oeste da cidade. Ao todo, foram aplicadas 20 multas: nove pela Secretaria Municipal de Fazenda, oito pela Guarda Municipal (por infrações sanitárias, como aglomerações) e três pela Subsecretaria de Vigilância Sanitária, que interditou um estabelecimento em Marechal Hermes. Na fiscalização do trânsito, as operações registraram 25 multas por estacionamento irregular com quatro veículos removidos nesses pontos.

Entre os bairros que receberam as equipes, Bangu (11 estabelecimentos) e Barra da Tijuca (6 estabelecimentos) tiveram a maior quantidade de inspeções. Além desses locais, a força-tarefa passou por Olaria, Méier, Sulacap, Marechal Hermes, Padre Miguel, Campo Grande, Recreio dos Bandeirantes, Vila da Penha, Ilha do Governador e Guaratiba, nas noites de sexta (dia 21) a domingo (23). O roteiro das ações é feito com base em denúncias que chegam via canal 1746 e levantamento de festas anunciadas nas redes sociais.

Feira de Campo Grande – Na manhã de domingo, 23/08, agentes municipais também atuaram na Feira Livre de Campo Grande, onde 40 feirantes dos 67 fiscalizados foram autuados pela Coordenação de Feiras da Prefeitura, e 16 barracas irregulares retiradas. No entorno, outros 26 ambulantes foram vistoriados por fiscais de Controle Urbano, com 23 deles não autorizados orientados a se retirar. Seis veículos foram removidos por estacionamento irregular e cerca de 300 quilos de resíduos sólidos recolhidos.

Números gerais – Desde o início das ações de combate à pandemia, em 18 de março, a Seop já integrou mais de 475 operações conjuntas em toda a cidade. Até 19 de agosto, foram fiscalizados 38.526 estabelecimentos, com 28.003 pontos comerciais fechados. Além disso, foram atendidas 11.251 ocorrências pelo Disk Aglomeração, que funciona com base em chamados à Central 1746.

Órgãos – Coordenadas pela Subsecretaria de Operação (Subop) da Seop, as ações contam, de acordo com a necessidade operacional, com efetivos da Guarda Municipal, e das coordenadorias de Fiscalização de Estacionamentos e Reboques (Cfer), Especial de Transporte Complementar (CETC) e de Cuidado e Prevenção às Drogas (CPD), todas ligadas à pasta; Subsecretaria de Licenciamento, Fiscalização e Controle Urbano (da Secretaria Municipal de Fazenda); Subsecretaria de Vigilância Sanitária (da Secretaria Municipal de Saúde); Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos; Comlurb; e Polícia Militar.