Prefeitura abre processo seletivo para unidades veterinárias da Vigilância Sanitária

Publicado em 24/09/2020 - 15:12 | Atualizado
São três vagas para o IJV e duas para o CCZ. Inscrições vão até 27 de setembro por meio de formulário on-line Foto Divulgação/Vigilância Sanitária

A Prefeitura do Rio, por meio da Subsecretaria de Vigilância Sanitária e Controle de Zoonoses da Secretaria Municipal de Saúde, abriu, nesta quinta-feira (24/09), o processo seletivo para contratação de cinco médicos-veterinários para as duas unidades de atendimento veterinário da pasta. São três vagas para o Instituto de Medicina Veterinária Jorge Vaitsman, em São Cristóvão, e duas para o Centro de Controle de Zoonoses Paulo Dacorso Filho, em Santa Cruz.

Serão selecionados médicos-veterinários com foco em radiologia, ultrassonografia e ecocardiograma em animais de companhia. As inscrições vão até domingo (27/09) e devem ser feitas por meio de formulário on-line: https://bit.ly/32ZwxOA.

As vagas estão divididas da seguinte forma:

Para o IJV:

  • 2 vagas para médico-veterinário (radiologia e ultrassonografia em animais domésticos)
  • 1 vaga para médico-veterinário (ecocardiograma em animais domésticos).

Para o CCZ:

  • 1 vaga para médico-veterinário (radiologia e ultrassonografia animais domésticos);
  • 1 vaga para médico-veterinário (ecocardiograma em animais domésticos).

O candidato poderá concorrer a uma das vagas em uma das unidades. Após preencher corretamente o formulário da inscrição on-line, o requerente terá seu nome publicado no Diário Oficial do Município, com a nota correspondente, e será convocado para apresentar os documentos. Todos os detalhes e o cronograma estão disponíveis no edital (https://bit.ly/3mQe9Q4).

As contratações têm validade de um ano, podendo ser prorrogadas uma única vez, pelo mesmo período. A convocação e os resultados do processo seletivo serão publicados no Diário Oficial do Município.

Importante ressaltar que, conforme definição do Ministério da Saúde, não serão aceitas inscrições de profissionais a partir de 60 anos de idade ou que apresentem condições de saúde incluídas nos grupos de risco aumentado diante da incidência da Covid-19.

Sobre o Instituto Municipal de Medicina Veterinária Jorge Vaitsman

Fundado em 1917, o Instituto Jorge Vaitsman foi criado para realizar o controle da tuberculose em bovinos e para prestar assistência médica veterinária aos burros de tração utilizados em serviços públicos, como coleta de lixo. Em 1977, veio a ideia de homenagear o ex-chefe do Laboratório de Diagnóstico de Raiva, o médico veterinário Jorge Vaitsman. Entre os serviços prestados pela unidade estão a adoção de cães e gatos; a observação de animais agressores; o sepultamento e cremação de pequenos animais;  atendimento em clínica médica, cirúrgica e castração gratuita de cães e gatos; realização de exames laboratoriais; anatomia patológica; radiologia e diagnóstico de zoonoses; análise de águas e alimentos; e sorologia humana para raiva.

Sobre o Centro de Controle de Zoonoses Paulo Dacorso Filho

Criado em 1988, o CCZ atua em todo o município do Rio de Janeiro, atendendo às demandas solicitadas pela Central 1746 e também aquelas provenientes de outros órgãos, sejam da esfera municipal, estadual ou federal. É responsável pela vigilância, prevenção e controle das Zoonoses e de acidentes causados por animais peçonhentos e venenosos, de relevância em saúde pública. A unidade localizada em Santa Cruz oferece atendimento em todas as situações envolvendo animais, entre elas a remoção emergencial de cavalos, bois, porcos e cabras em vias públicas. Os serviços incluem ainda fiscalização; adoção, chipagem e registro geral; atendimento clínico para casos de esporotricose em cães e gatos; observação de animais agressores; castração cirúrgica; e vacinação antirrábica.