Seop e Ministério Público realizam operação para demolir depósito ilegal em Rio das Pedras

Publicado em 09/03/2022 - 11:25 | Atualizado
Os agentes da força-tarefa demoliram um depósito de materiais de construção e um estacionamento - Divulgação

A Força-tarefa que conta com integração entre a Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) e o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) realizou, nesta quarta-feira (9/3), mais uma operação de combate às construções irregulares na comunidade de Rio das Pedras, na Zona Oeste. Desta vez, os agentes atuaram para demolir um depósito de materiais de construção e um estacionamento que foram erguidos em área pública na Avenida Engenheiro Souza Filho.

Além da ocupação irregular promovida por estabelecimentos comerciais em área com aproximadamente 2.000 metros quadrados, os agentes também identificaram a obstrução da passagem da água do rio do Retiro, um dos principais da região, causada pela instalação ilegal de galerias de concreto armado. De acordo com as equipes técnicas que realizaram as vistorias, as galerias foram instaladas com objetivo de aterrar o rio e aumentar a área do terreno de forma indevida.

 

– Essa é mais uma operação para combater a ocupação indevida do espaço público. Identificamos um depósito clandestino de materiais de construção que fomenta um mercado, muitas vezes ilegal, de edificações na região de Rio das Pedras, área que, infelizmente, sofre influência do crime organizado.  As equipes também fizeram a desobstrução de um rio que teve o fluxo das águas bloqueado por essas construções irregulares, outra situação que prejudica a população local pela ocorrência dos alagamentos. Continuaremos firmes na realização dessas ações junto com o Ministério Público e com as forças policiais para preservação de vidas, cumprimento da ordem pública na cidade e também para asfixiar financeiramente o crime organizado – destacou o secretário de Ordem Pública, Brenno Carnevale.

 

Em 2021, foram feitas 440 demolições de construções irregulares em operações feitas pela Seop, com apoio de outros órgãos municipais e estaduais. Durante essas ações, foram removidas 300 ligações clandestinas de energia elétrica e 519 de água. Em 2022, já foram realizadas mais de 100 ações de demolição em toda a cidade.

A operação contou com agentes do Grupo de Atuação Especializada no Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público Estadual, de diversos órgãos vinculados à Secretaria de Ordem Pública, como as coordenadorias de Licenciamento e Fiscalização (CLF) e de Controle Urbano (CCU), Guarda Municipal e Subsecretaria de Operações (SUBOP); além da Secretaria Municipal de Conservação, da Subprefeitura de Jacarepaguá e do Comando de Policiamento Ambiental da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (CPAm).

  • 9 de março de 2022