Secretaria de Ordem Pública coíbe atuação de lava-jatos clandestinos em Bangu e Padre Miguel

Publicado em 18/08/2021 - 11:48 | Atualizado
Durante a ação, foram desmobilizados nove lava-jatos - Divulgação/Prefeitura

A Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) realizou na terça-feira, dia 17, uma operação para coibir a atuação de lava-jatos clandestinos nos bairros de Padre Miguel e Bangu, na Zona Oeste do Rio. Os agentes verificaram denúncias registradas na Central 1746 da Prefeitura do Rio sobre ocupação ilegal de calçadas, falta de alvará de funcionamento, além de furtos de água e energia elétrica.

Durante a ação, foram desmobilizados nove lava-jatos resultando na apreensão de 56 itens pela Coordenadoria de Controle Urbano (CCU), entre eles um aspirador de pó e dois cones. Equipes da Light removeram seis pontos clandestinos de energia elétrica e funcionários da Zona Oeste Mais Saneamento desligaram oito pontos de furtos de água. Dois estabelecimentos foram notificados pela Coordenadoria de Licenciamento e Fiscalização (CLF) por exercício irregular de atividades.

Os agentes percorreram diversos pontos dos bairros, como as ruas Maravilha, Ceres, Maria Estrela, Carangolas, Guaiaca, entre outras. Coordenada pela Subsecretaria de Operações da Seop, a ação contou com apoio do 14º Batalhão de Polícia Militar, do Grupamento Tático Móvel (GTM) da Guarda Municipal e da Comlurb.

A operação contra lava-jatos clandestinos já foi realizada em outros bairros como Jacarepaguá, Freguesia, Taquara, Pechincha, Bento Ribeiro, Rocha Miranda, Cascadura, Turiaçu, Madureira, Benfica e Realengo. Novas ações serão realizadas com foco no combate às ilegalidades.

  • 18 de agosto de 2021