Réveillon: Equipes da Seop e da Guarda Municipal efetuam oito prisões na orla de Copacabana

Publicado em 01/01/2022 - 12:14 | Atualizado em 01/01/2022 - 12:24
As equipes da Seop atuaram da fiscalização de quiosques que colocaram grades para cercar o calçadão e a areia - Robert Gomes/Prefeitura do Rio

A Secretaria de Ordem Pública (Seop) e a Guarda Municipal do Rio (GM-Rio) registraram na noite do dia 31, durante a Operação Especial do Réveillon 2022, sete ocorrências de furtos e uma de roubo na praia de Copacabana. Cerca de 20 pessoas foram conduzidas para delegacias da região, como 12ª e a 9ª, além da Deat. Entre os conduzidos estavam quatro adolescentes. A maioria dos crimes foi de furto de telefone celular e houve também o furto de um cordão de ouro. Além disso, cerca de 20 pessoas foram conduzidas para delegacias após ocorrências registradas durante o patrulhamento e diversas abordagens foram feitas no calçadão e na areia por equipes da Guarda Municipal e da Subsecretaria de Operações da Seop.

Entre os dias 29 e 31, somando as ações preventivas com foco no Réveillon, foram registradas dez ocorrências de prisão no bairro de Copacabana, incluindo o caso de um homem de 24 anos que usou um cutelo e uma faca para intimidar um casal e roubar seus pertences na madrugada do dia 30 para 31. Ele chegou a ferir uma das vítimas. Os guardas impediram o linchamento do homem e o conduziram para a 12ª DP.

A operação para esta sexta-feira (31/12) contou com efetivo de 1.432 guardas municipais, sendo 491 atuando em ações de fiscalização e ordenamento do trânsito. Ao todo, 87 reboques auxiliaram as equipes durante a restrição de estacionamento na orla de Copacabana e na fiscalização de irregularidades de trânsito nas vias do entorno.

 

– A Seop e a Guarda Municipal atuaram de forma ininterrupta neste Réveillon com ações de patrulhamento, apreensão de mercadorias que estavam estocadas irregularmente no espaço público e impedimos a ocorrência de um evento clandestino de grande porte no Arpoador, com caixas de som e estruturas montadas na areia. Apreendemos também muitas garrafas de vidro, que tem comercialização proibida na areia, além da fiscalização de quiosques que insistiram em colocar grades para cercar o calçadão e a areia. Também atuamos em conduções para delegacias e na prisão de pessoas e conseguimos recuperar itens furtados, como celulares e cordões, além da apreensão de facas durante abordagens; atuando de forma complementar ao trabalho da Polícia Militar, mas de forma muito proativa, contribuindo para prevenir tumultos, brigas e a violência – destacou o secretário de Ordem Pública, Brenno Carvenale.

 

 

Foram aplicadas 2.689 multas durante as ações de fiscalização e monitoramento do trânsito – Robert Gomes/Prefeitura do Rio

 

As equipes da GM-Rio também realizaram a remoção de cinco estruturas e barracas de camping na orla de Copacabana ao longo do dia 31. Também foi registrado um auxílio a um turista que estava perdido. Entre os dias 29 e 31, foram registradas 276 infrações de trânsito no bairro de Copacabana, por diversas irregularidades, principalmente estacionamento irregular. Em toda a cidade, foram aplicadas 2.689 multas durante as ações de fiscalização e monitoramento do trânsito.

A GM-Rio também atuou em todos os demais pontos de Réveillon da cidade. Na Zona Norte, durante a operação para a queima de fogos no Parque de Madureira, os guardas municipais atuaram no auxílio a uma mulher de 30 anos que teve um aborto espontâneo. Ela acionou as equipes da GM-Rio porque estava se sentindo mal. Os agentes pediram suporte a uma funcionária da Comlurb para acompanhá-la ao banheiro e ela identificou o sangramento. Imediatamente os guardas acionaram o Samu e deram suporte à mulher até a chegada do socorro especializado.

 

Eventos clandestinos interrompidos

 

Dois eventos clandestinos foram desmobilizados por equipes da Seop, com apoio da Guarda Municipal, nas praias do Arpoador e de Copacabana. No Arpoador, os agentes se depararam com as estruturas de madeira estocadas na areia com grande quantidade de produtos, além de caixas de som. Ao todo, foram apreendidos 2.578 itens nesta ação, entre bebidas, descartáveis e alimentos. Já em Copacabana, altura do Posto 5, um outro evento foi impedido de acontecer pelos agentes. No local, as equipes encontraram uma grande estrutura com mesas, cadeiras, caixas de som e equipamentos para um show. Todo material foi apreendido e levado para o depósito da Prefeitura do Rio.

Desde o dia 29, as ações de fiscalização e patrulhamento foram intensificadas na orla da cidade pela Prefeitura do Rio para o réveillon 2022, com objetivo de coibir irregularidades, como o cercamento de faixas de areia e do calçadão por quiosques, o depósito irregular do comércio ambulante na areia, além da fiscalização da restrição de estacionamento de veículos.

As ações de ordenamento realizadas na orla, entre a manhã do dia 29/12 e o início da manhã deste sábado (01/01) resultaram na apreensão de 5.794 itens irregulares nas praias de Copacabana, Leme e Ipanema. Os itens estavam com ambulantes sem autorização e em depósitos clandestinos localizados em veículos estacionados na orla, nas praias; alguns enterrados na areia de forma totalmente inadequada. Equipes da Coordenadoria de Controle Urbano fiscalizaram 68 ambulantes; 56 deles foram removidos por falta de autorização para atuação na orla.

As equipes da Seop flagraram diversos veículos que serviam de depósito irregular de mercadorias, alguns em estado de abandono e em péssimo estado de conservação. Na Rua Gustavo Sampaio, no Leme, um caminhão de gelo foi flagrado com placa adulterada e removido para o depósito público. Às 18h de quinta-feira (30/12) foi iniciada a restrição de estacionamento nas praias de Copacabana, Leme e em seus acessos. Até a manhã deste sábado (01/01) foram removidos 326 veículos por desrespeito às regras de restrição.

Para coibir o cercamento de faixas de areia e do calçadão, a Coordenadoria de Licenciamento e Fiscalização (CLF), vinculada à Seop, fiscalizou 81 estabelecimentos, entre quiosques, restaurantes e hotéis, resultando em 12 notificações para aqueles flagrados cometendo irregularidades. Cerca de 60 grades foram apreendidas nas praias de Copacabana e da Barra da Tijuca. As ações contaram com agentes da Guarda Municipal, da Coordenadoria de Controle Urbano e da Subsecretaria de Operações da Seop.

 

Fiscalização da proibição de entrada de veículos fretados

Iniciada na quinta-feira (30/12), a operação para coibir a entrada de veículos de fretamento contou com montados bloqueios em pontos estratégicos de entrada da cidade: Trevo das Missões (Cordovil), Trevo das Margaridas (Irajá) e Avenida Brasil com Rodovia Rio – Santos (Santa Cruz), além da fiscalização em rondas móveis. Em dois dias de operação, foram feitas 142 abordagens, que resultaram no retorno de 14 veículos de fretamento flagrados pelas equipes (seis ônibus e oito vans), além de 21 multas aplicadas por infrações de trânsito e dois veículos removidos para o depósito público. Participaram da ação equipes da Coordenadoria Especial de Transporte Complementar (CETC) da Seop, em conjunto com a Secretaria Municipal de Transportes (SMTR), o Departamento de Transportes Rodoviários do Estado do Rio (Detro) e apoio da Guarda Municipal e da Polícia Militar.

 

Fiscalização na Rodoviária

Realizada para coibir o transporte pirata de passageiros no entorno da Rodoviária do Rio, ação feita entre quarta (29/12) e quinta (30/12) resultou na apreensão de cinco veículos de passeio que faziam itinerário para Rio das Ostras, Cabuçu (Nova Iguaçu), Caxias, Nilópolis e Bonsucesso. Além da remoção para o depósito público, os condutores foram multados em R$ 1.858,58 conforme determina o decreto 40.518 de 2015. Participaram desta ação agentes da Coordenadoria Especial de Transporte Complementar (CETC) e da Gerência de Fiscalização de Estacionamentos e Reboques (GFER).

  • 1 de janeiro de 2022