Prefeitura fiscalizou mais de 350 pontos comerciais em ações conjuntas de ordenamento e combate à pandemia nesta semana

Publicado em 14/08/2020 - 16:07 | Atualizado em 14/08/2020 - 16:07
Nesta sexta, equipes integradas pela Seop atuam no Centro. Foto: Divulgação/Seop

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), realizou, nesta semana, diversas ações conjuntas de ordenamento e combate à pandemia de Covid-19 em toda a cidade. Como resultado, foram fiscalizadas 354 pontos comerciais (108 estabelecimentos 246 ambulantes), removidos 50 veículos por estacionamento irregular, e recolhidas 3,5 toneladas de resíduos sólidos, entre outraatividades. Nesta sexta-feira, 14/08, a força-tarefa, formada por vários órgãos municipais e com apoio da Polícia Militar, atua no Centro e em Campo Grande.

Desde segunda-feira, 10/08roteiro da Seop contemplou outros nove bairros: Méier, Vila da Penha, Vista Alegre, Santa Cruz, Jacarepaguá, Taquara, Praça Seca, Vila Valqueire e Leblon. O planejamento, nesta fase de retomada, é feito com base em denúncias de irregularidades. Além disso, algumas operações fazem parte da “Blitz da Vida”, que conta ainda com o atendimento à população em situação e demais medidas preventivas de enfrentamento à pandemia, como a distribuição de máscaras.

Parcial desta sexta – Nesta sexta-feira, os agentes atuam, pelo segundo dia consecutivo, no camelódromo da Uruguaiana e entorno, no Centro, onde 10 estabelecimentos já foram fiscalizados. Um box de acessórios para celular foi autuado e fechado por falta de licença sanitária e desacordo com regras de ouro, e uma lanchonete foi autuada por falta de higiene e licença sanitária não fixada. Em dois dias, pelo menos 12 pessoas foram multadas por não usarem máscara na localidade.

Já em Campo Grande, que recebe nesta semana a “Blitz da Vida” (alternadamente com Santa Cruz)botijões de gás foram apreendidos em barracas irregulares de caldo de cana, e um bicicletário com materiais acorrentados indevidamente foi liberado para uso comumUma barraca foi autuada por ausência do ambulante titular e auxiliar e excesso de metragem. Tanto no Centro como em Campo Grande, equipes também orientam comerciantes sobre o horário de funcionamento e regras de ouroatuam na desobstrução do espaço público em geral (calçadas e vias)quando ocupado irregularmente por ambulantes, lojistas veículos estacionados em local proibido, evitando aglomerações.

Ações noturnas – Somente na noite desta quinta-feira13/08, foram fiscalizados quatro bares na Rua Dias Ferreirano Leblon, todos funcionando dentro das normas legais, e cinco estabelecimentos na Vila da Penha e Vista Alegre, atendendo a denúncias de aglomerações em bares e casas noturnas. Nos dois bairros da Zona Norte, a ação terminou com dez infrações, incluindo duas por bebidas vencidas e duas por falta de licenciamento sanitário. Na quarta, 12/08, Vila Valqueire também recebeu ação noturna, mas não foram encontrados pontos com aglomerações: oito estabelecimentos e cinco ambulantes foram fiscalizados.

Números gerais – Desde o início das ações de combate à pandemiaem 18 de março, a Seop já integrou mais de 430 operações conjuntas em toda a cidade. Até 2 de agosto, foram fiscalizados 38.146 estabelecimentos, com 27.876 pontos comerciais fechados. E desde 31 de março, foram atendidas 11.206 ocorrências pelo Disk Aglomeração (a partir de chamados à Central 1746 da Prefeitura). Os dez bairros mais demandados são: Campo Grande, Realengo, Bangu, Santa Cruz, Barra da Tijuca, Taquara, Tijuca, Centro, Copacabana e Recreio dos Bandeirantes.

Órgãos – Coordenadas pela Subsecretaria de Operação (Subop) da Seop, as ações contam, de acordo com a necessidade operacional, com efetivos da Guarda Municipal, e das coordenadorias de Fiscalização de Estacionamentos e Reboques (Cfer), Especial de Transporte Complementar (CETC) e de Cuidado e Prevenção às Drogas (CPD), todas ligadas à pasta; Subsecretaria de Licenciamento, Fiscalização e Controle Urbano (da Secretaria Municipal de Fazenda); Subsecretaria de Vigilância Sanitária (da Secretaria Municipal de Saúde); Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos; Comlurb; e Polícia Militar.