Prefeitura fiscaliza cumprimento de decreto para fechamento do comércio

Publicado em 24/03/2020 - 20:27 | Atualizado em 24/03/2020 - 20:35

Ações começaram pela Barra da Tijuca, na Zona Oeste

A Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), em ação conjunta com a Guarda Municipal e a Secretaria Municipal de Fazenda, fiscalizou, nesta terça-feira, 24, o cumprimento do decreto nº 47.285, que determina, a partir de hoje, o fechamento obrigatório do comércio e serviços não essenciais. Os agentes percorreram, nesta tarde, a Avenida das Américas e outras vias da Barra da Tijuca, na Zona Oeste. A restrição também abrange o comércio ambulante.

Ao todo, seis estabelecimentos foram orientados a encerrar suas atividades, atendendo prontamente à solicitação dos agentes. Entre eles, lojas de produtos de informática, um restaurante (que funcionará apenas por meio de delivery) e uma locadora de carros na Avenida Ayrton Senna, que suspendeu o serviço de locação e ficará aberta, em regime especial, somente para a devolução de veículos já contratados.

A medida adotada pela Prefeitura do Rio para conter o avanço do novo coronavírus (Covid-19) é por tempo indeterminado. As exceções são para farmácias, supermercados e hortifrútis; padarias; pet shops; e lojas de equipamentos médicos. Mais informações no link: https://bit.ly/39drKZE.

Ações preventivas: mais de 200 estabelecimentos orientados desde a semana passada

A Seop, em ações conjuntas com outros órgãos municipais, vem orientando, desde a última quinta-feira, 19, quanto à necessidade de encerramento preventivo do comércio. Mais de 200 estabelecimentos (incluindo quiosques, bares e boates) foram orientados, presencialmente, em ações na orla e outros pontos das zonas Sul e Oeste, na Saara (um dos principais polos de comércio popular da cidade, no Centro), e no bairro de Madureira, na Zona Norte. Com planejamento e integração da Subsecretaria de Operações (Subop) da pasta, as ações contaram com efetivos da Guarda Municipal e da Secretaria Municipal de Fazenda, além da Subsecretaria de Vigilância Sanitária e da Polícia Militar, de acordo com a necessidade operacional.