Prefeitura do Rio registra 771 autuações no primeiro dia de fiscalização das medidas do novo decreto

Publicado em 10/04/2021 - 14:51 | Atualizado
Durante a ação, 26 estabelecimentos foram fechados - Divulgação/Prefeitura

No primeiro dia de fiscalização das novas medidas implementadas pelo decreto nº 48.706, entre a sexta-feira, dia 9, e a madrugada deste sábado, dia 10, a Prefeitura do Rio registrou 771 autuações – entre multas e interdições a estabelecimentos, infrações sanitárias, multas de trânsito, reboques e apreensões de mercadorias. No período, foram aplicadas 45 multas a bares, restaurantes e ambulantes e 24 estabelecimentos foram fechados.

Durante ação da Subsecretaria de Operações da Seop para atender denúncia de aglomeração na Rua Professor Álvaro Rodrigues, em Botafogo, na madrugada deste sábado, dia 10, guardas municipais do Grupamento de Operações Especiais (GOE) apreenderam cinco máquinas caça-níqueis em um bar. Além disso, 50 mesas e cadeiras foram apreendidas e o responsável foi conduzido para a 10ª DP (Botafogo) para prestar esclarecimentos. O bar foi interditado pela Vigilância Sanitária.

Os comboios de fiscalização formados por agentes da Secretaria de Ordem Pública, Guarda Municipal, Vigilância Sanitária e apoio da Polícia Militar atuaram em diversos pontos da cidade, entre eles a Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes, Botafogo, Guadalupe, Irajá, Santa Cruz, Taquara, Campinho, Curicica, Guaratiba, Ricardo de Albuquerque, entre outros.

Em outra frente de fiscalização, as forças-tarefa da Guarda Municipal realizaram rondas em pontos dos bairros: Centro do Rio, Leblon, Copacabana, Ipanema, Padre Miguel, entre outros, com objetivo de coibir aglomerações e atender denúncias enviadas por cidadãos via Central 1746 da Prefeitura do Rio. Além disso, os guardas percorrem toda a orla do Rio para verificar o cumprimento da medida que proíbe a permanência de pessoas na areia das praias. As rondas são realizadas do Leme ao Pontal, incluindo as praias do Flamengo, Botafogo, Urca, Prainha, Grumari, Barra de Guaratiba e Ilha do Governador. Pessoas flagradas na areia são orientadas pelos agentes.

A partir de sexta-feira, dia 9, entrou em vigor o decreto nª 48.706, que flexibilizou parte das medidas de restrição na cidade. Com isso, bares, lanchonetes, restaurantes, quiosques da orla e congêneres podem funcionar até às 21h, sendo permitido o consumo apenas para clientes sentados às mesas. Após este horário, eles terão tolerância de 1h para efetivo encerramento do atendimento.

Os clubes sociais e esportivos podem funcionar até às 21h, condicionado o acesso às áreas de lazer e recreação somente a partir das 11h. Museus, galerias, bibliotecas, cinemas, teatros, casas de festa, salas de apresentação, salas de concerto, salões de jogos, circos, recreação infantil, parques de diversões, temáticos e aquáticos, pistas de patinação, atividades de entretenimento, visitações turísticas, exposições de arte, aquários e jardim zoológico podem funcionar entre 12h e 21h.

Outras restrições foram mantidas pelo novo decreto, como a proibição da permanência na areia das praias, o estacionamento na orla e o funcionamento de boates, casas de espetáculos, festas públicas, particulares e afins.

  • 10 de abril de 2021