“Blitz da Vida” da Prefeitura fiscaliza cumprimento de medidas de combate ao coronavírus em Madureira

Publicado em 14/09/2020 - 15:40 | Atualizado
Ação contra a pandemia vistoriou mais de 100 pontos comerciais e acolheu 32 pessoas em situação de rua, na semana passada, no Centro da cidade. Foto: Divulgação/Seop

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), realiza, nesta segunda-feira, dia 14/09, a operação “Blitz da Vida” em Madureira, na Zona Norte. Com a participação de diversos órgãos municipais, o projeto alia ordenamento urbano e outras medidas preventivas de combate à pandemia de Covid-19. Esta é a nona semana de ações conjuntas da “Blitz” na cidade, totalizando até agora 1,6 mil fiscalizações e orientações a estabelecimentos comerciais e ambulantes, e 785 abordagens a pessoas em situação de rua, com 212 acolhimentos.

Na semana passada, de 08/09 a 11/09, a força-tarefa atuou no Centro, pela terceira vez desde o início do projeto. Como resultado, foram fiscalizados 40 estabelecimentos e 72 ambulantes. Entre eles, 15 lojas foram autuadas após inspeções sanitárias, por descumprimento ao decreto municipal de enfrentamento à pandemia e outras irregularidades; e pelo menos 17 ambulantes não autorizados foram orientados a se retirar do logradouro público. A ação resultou ainda em 79 abordagens a pessoas em situação de rua, com 32 acolhimentos. No trânsito, 42 veículos foram autuados e 13 removidos por estacionamento irregular. Também foram recolhidas mais de cinco toneladas de resíduos sólidos.

O Centro foi o primeiro a receber a Blitz, de 21/07 a 24/07, com os agentes retornando de 31/08 a 03/09. Em todas as ações, o roteiro teve como prioridade pontos de grande movimentação de pessoas, como a Central do Brasil e terminais rodoviários, Cinelândia, Carioca, Lapa, Saara, Rua Uruguaiana e entorno, Boulevard Olímpico, praças XV e Mauá, entre outros.

Balanço geral da “Blitz” na cidade

Em oito semanas, de 21/07 a 11/09, a “Blitz da Vida” já resultou em 1.636 fiscalizações e orientações a estabelecimentos comerciais (770) e ambulantes (866), e 785 abordagens a pessoas em situação de rua, com 212 acolhimentos. A força-tarefa contabiliza mais de 440 multas de trânsito por diversas irregularidades, com 194 veículos removidos por estacionamento irregular; e retirada de mais de 40 toneladas de resíduos sólidos. O levantamento corresponde à atuação em dez bairros: Centro, Copacabana, Ipanema, Leblon, Campo Grande, Santa Cruz, Tijuca, Freguesia de Jacarepaguá, Taquara e Praça Seca.

Outros números

Desde o início das ações de combate à pandemia, em 18 de março, a Seop integrou mais de 593 operações conjuntas em toda a cidade. Até 12 de setembro, foram fiscalizados 38.759 estabelecimentos, com 28.090 pontos comerciais fechados. Além disso, foram atendidas 11.364 ocorrências pelo Disk Aglomeração, que funciona desde 31 de março com base em chamados à Central 1746.

Órgãos

As ações conjuntas são planejadas pela Subsecretaria de Operação (Subop) da Seop e contam, de acordo com a necessidade operacional, com efetivos da Guarda Municipal, e das coordenadorias de Fiscalização de Estacionamentos e Reboques (Cfer), Especial de Transporte Complementar (CETC) e de Cuidado e Prevenção às Drogas (CPD), ligadas à pasta; Subsecretaria de Licenciamento, Fiscalização e Controle Urbano (da Secretaria Municipal de Fazenda); Subsecretaria de Vigilância Sanitária (da Secretaria Municipal de Saúde); Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos; Comlurb; Cedae; Light; Rioluz; e Polícia Militar.