Prefeitura faz força tarefa para limpeza de rios e bueiros da cidade para evitar enchentes e alagamentos

Publicado em 09/02/2021 - 06:56 | Atualizado em 10/02/2021 - 11:13
O Rio dos Porcos, no Jardim Maravilha, Guaratiba, Zona Oeste do Rio - Divulgação / Prefeitura do Rio

Com foco na prevenção a enchentes e alagamentos, a Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e da Fundação Rio-Águas, iniciou novas frentes de serviços de manutenção e limpeza em pelo menos 59 canais da cidade. Os trabalhos fazem parte de quatro novos contratos, no valor de R$ 7,1 milhões. Além disso, a Secretaria de Conservação, nos primeiros 30 dias deste ano, realizou 5.895 serviços de recuperação de bueiros e ralos, bem como desobstruiu 18 mil metros de galerias de águas pluviais. E, a partir desta terça-feira (09/02), haverá uma ação conjunta do órgão com a Comlurb no entorno da Lagoa Rodrigo de Freitas, nas avenidas Epitácio Pessoa e Borges de Medeiros, com a participação de dez garis. Até o mês de abril, além das operações de rotina, as gerências de Conservação vão trabalhar em esquema de plantão na cidade para evitar bolsões e a inundação de vias.

O trabalho da Rio-Águas teve início na semana passada nos seguintes locais: Jardim Maravilha, Vigário Geral e Recreio dos Bandeirantes. O secretário de Meio Ambiente do Rio, Eduardo Cavaliere, e o presidente da Rio-Águas, Guilherme Campos, estiveram no Jardim Maravilha, em Guaratiba, Zona Oeste da cidade, para acompanhar a limpeza no Rio dos Porcos (foto). A região é marcada  pela memória de recorrentes alagamentos e enchentes, principalmente no verão. As máquinas começaram a limpeza pelo trecho da Avenida Barão dos Cocais, com a Avenida São José dos Campos.

Também foram iniciados serviços de manutenção na foz do Canal de Sernambetiba e no canal remanescente do Rio São João, em Vigário Geral. No Recreio dos Bandeirantes, a equipe da Rio-Águas trabalha de forma permanente, com limpeza e desassoreamento da foz do Canal de Sernambetiba, a fim de garantir o escoamento das águas do Rio Morto para o mar. Já em Vigário Geral, os trabalhadores atuam na desobstrução do canal da Rua Doutor Adauto.

  • 9 de fevereiro de 2021