Prefeitura dá início a arborização e restauração de vasos na Avenida Presidente Vargas

Publicado em 24/08/2021 - 16:33 | Atualizado
Arborização e restauração de vasos na Av. Presidente Vargas - Divulgação/Prefeitura

A Secretaria do Meio Ambiente, por meio da Fundação Parques e Jardins, e a Subprefeitura do Centro deram início, nesta segunda-feira (23/07), ao projeto paisagístico de revitalização de 32 grandes vasos ao longo da Avenida Presidente Vargas. Além de ornamentar e deixar a região ainda mais bonita, a proposta tem objetivo de valorizar a relação do mobiliário com a ambiência urbana do Centro da cidade. Todas as peças irão receber serviços de conservação e pintura, jardinagem e plantios de espécies ornamentais e arbustivas.

O processo de revitalização prevê o plantio de 32 arbustivas e a remoção de oito árvores que cresceram e atingiram porte inapropriado para a capacidade dos vasos, apresentando risco de tombamento.

– São vasos históricos que estão há muito tempo sem receber qualquer tipo de manutenção e de cuidados. É um projeto de arborização urbana que vai requalificar essas peças para devolvê-las e integrá-las, de forma organizada, ao paisagismo do centro da cidade – observa o presidente da Fundação Parques e Jardins, Fabiano Carnevale.

O projeto conta com o apoio da Comlurb, CET-Rio e Guarda Municipal. Os trabalhos irão acontecer sempre à noite, das 22h às 4h, para não prejudicar o fluxo de veículos e de pedestres na região.

– Essa parceria entre os órgãos municipais e a Subprefeitura do Centro está trazendo as melhorias que precisamos para a região. É um projeto paisagístico que vai valorizar ainda mais as nossas avenidas. Quem ganha são os moradores, trabalhadores, empresas e instituições do Centro Histórico do Rio – destaca o subprefeito do Centro, Leonardo Pavão.

Cronograma

As primeiras ações incluem poda, remoção das árvores existentes e a retirada dos vasos para conserto. Os plantios de novas espécies serão realizados a partir do dia 30 de agosto e a previsão é de que o trabalho seja concluído na primeira semana de setembro.

Originariamente instalados em 1965, na Praça Marechal Floriano, 15 vasos em ferro fundido serão reposicionados na região da Candelária, próximos aos edifícios mais antigos e a Avenida Rio Branco. Outras 17 peças em concreto serão distribuídas no canteiro central da Avenida Presidente Vargas, no trecho entre a Rua Uruguaiana e a Biblioteca Parque. Além da requalificação dos vasos, a Fundação Parques e Jardins irá abrir três golas para o plantio de novas mudas de árvores nas imediações do Campo de Santana.

  • 24 de agosto de 2021