Novos operadores de estação vão combater o calote no sistema BRT

Publicado em 15/09/2022 - 12:11 | Atualizado em 15/09/2022 - 22:08

A Mobi-Rio está finalizando o processo de contratação de 80 novos operadores de estação. Eles vão poder aplicar multas referentes à prática ilícita de evasão de tarifa no sistema BRT. O decreto publicado nesta quarta-feira (14/09) no Diário Oficial do Município delega à Mobi-Rio e à Gerência do Programa BRT Seguro, da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), a competência para fiscalização e aplicação de multas a quem não pagar passagem nas estações e terminais. Atualmente, o calote no sistema é de 20% do carregamento diário, sendo que a média diária de passageiros transportados é de 240 mil (pagantes + gratuidades).

 

– Essa é mais uma das iniciativas da Mobi-Rio no combate à evasão. Desde o início da intervenção, adotamos medidas para combater os calotes, como a reforma das estações, com chapas de aço nas portas e automação, e a parceria com o programa BRT Seguro, da Seop. Com isso, o número de pessoas que não pagam passagem caiu de 35%, 40% para 20% – explicou a presidente da MOBI-Rio, Claudia Secin.

 

Os novos operadores vão passar por treinamento com a Gerência do Programa BRT Seguro, antes de começarem o trabalho de combate aos calotes:

 

– O BRT Seguro, por meio dos guardas municipais, vem fazendo esse trabalho de combate à evasão de passagens. Esse treinamento, com a qualificação dessas pessoas, vai ser ainda mais importante para essa atuação, uma vez que teremos maior capacidade de fiscalização para permitir que o sistema funcione dentro de todas as regras e de toda a legalidade – destacou o Secretário de Ordem Pública, Brenno Carnevale.

  • 15 de setembro de 2022
  • Skip to content