Prefeitura do Rio vai distribuir 2,5 mil quilos de peixes para populações em situação de insegurança alimentar

Publicado em 22/04/2020 - 09:45 | Atualizado em 22/04/2020 - 17:34
Prefeitura vai doar 2,5 quilos de peixe para comunidades carentes - Reprodução

A Prefeitura do Rio vai doar 3 mil tilápias – pesando cerca de 2,5 mil quilos – para as populações mais carentes das comunidades. Esta será a primeira entrega de peixes do programa Hortas Cariocas, depois da introdução da tecnologia de aquaponia (cultivo de verduras e legumes associada à criação de peixes) feita pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

A doação será possível devido a um acordo entre a Secretaria de Meio Ambiente e o fornecedor da tecnologia de aquaponia, que vai disponibilizar 3 mil peixes prontos para o consumo, assim que a montagem do equipamento for concluída na horta do Jardim Anil, em Jacarepaguá, escolhida para receber o projeto piloto. A conclusão da montagem dos dez tanques está prevista para meados do mês de maio.

– Esta primeira leva de peixes será imediatamente direcionada às famílias que se encontram em situação de insegurança alimentar. A partir daí, existe a expectativa de que seja produzida mensalmente uma tonelada de peixes, a partir do terceiro mês após o início do manejo – afirmou o secretário de Meio Ambiente, Bernardo Egas.

Os 10 tanques de lonas, com capacidade para quatro mil litros de água cada, deverão abrigar peixes em diferentes fases de crescimento, a fim de facilitar a colheita em diferentes períodos.

– Atualmente estamos na fase da aquisição dos equipamentos e dos alevinos, que são os filhotes dos peixes. A tilápia deverá ser a espécie escolhida em especial por sua adaptabilidade e versatilidade, afirma o gerente de Agroecologia e Produção Orgânica, engenheiro Julio César Barros, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

Acréscimo de proteína motivou a criação de peixes

A ideia de introduzir a criação de peixes no programa Hortas Cariocas é acrescentar proteína ao cardápio para melhorar a nutrição das populações em situação de insegurança alimentar.

– Os peixes são alimentos ricos em proteína, vitaminas e minerais. Numa dieta equilibrada, quando consumidos em substituição às gorduras saturadas têm ação protetora, ajudam a prevenir doenças cardiovasculares, e ainda têm ação anti-inflamatória – ressalta Renata Sysak, diretora do Instituto de Nutrição Annes Dias (Inad), vinculado à Subsecretaria de Vigilância Sanitária.

 

Tanques de peixes do projeto Hortas Cariocas – Reprodução

 

Depois do Jardim Anil, as próximas hortas a receberem a tecnologia de criação de peixes serão o Centro Municipal de Agroecologia e Produção Ogânica, localizado no Parque de Madureira, a horta do Morro do São Carlos, no Estácio, e a horta do Conjunto Getúlio Vargas, em Guadalupe.

Desde o final de março, o programa Hortas Cariocas já doou mais de quatro mil quilos de verduras e legumes produzidos em suas 42 unidades em comunidades e escolas municipais. Até o final de abril a expectativa é chegar a 6 toneladas de alimentos doados.

 

Prefeitura do Rio já doou mais de 4 mil quilos de alimentos do Programa Hortas Cariocas para comunidades carentes