Prefeitura do Rio começa plantio de mudas em canteiros que tiveram árvores cortadas ou derrubadas pelos temporais na cidade

Publicado em 10/08/2020 - 08:25 | Atualizado
Plantio de mudas começa nesta semana pelas ruas de Copacabana, Zona Sul da Cidade. Foto: Marco Antonio Rezende/Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, vai plantar mudas de espécies nativas nos canteiros das calçadas que tiveram as árvores cortadas ou derrubadas com a força dos temporais. A ação começa esta semana pelas ruas de Copacabana, Zona Sul da Cidade. Serão 200 mudas de Sibipiruna, Oiti, Resedá e Ipê-Roxo, entre outras, que serão plantadas nos canteiros vazios do bairro.

– Estamos organizando uma grande força tarefa para repor as árvores que se perderam ao longo dos últimos tempos. O objetivo é manter vivo e saudável este grande patrimônio ambiental que é a arborização da cidade do Rio de Janeiro, anuncia o Secretário Municipal de Meio Ambiente.

Antes de começar o plantio das mudas, a Patrulha Ambiental, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e da Guarda Municipal, fez diversas advertências para que os condomínios residenciais reabram canteiros que foram cimentados ou mantenham os que estejam vazios, sob pena de infringirem a legislação ambiental e sofrerem multas.

Na semana passada, o Secretário Municipal de Meio Ambiente foi pessoalmente plantar uma muda de Sibipiruna numa gola da Rua Silveira Martins, no Catete, que um prédio residencial havia cimentado. Na ocasião, o Secretário fez um apelo para que a população não deixe os condomínios cometerem danos ambientais.

– Estamos fazendo um apelo aos moradores para que não deixem fechar os canteiros nas calçadas cujas árvores caíram ou foram cortadas, porque estaremos sempre replantando com novas mudas nos espaços vazios, alertou o Secretário Municipal de Meio Ambiente, Bernardo Egas.

A denúncia do fechamento do canteiro na Rua Silveira Martins foi feita à Patrulha Ambiental pelo arquiteto e paisagista José Guimarães, um dos criadores e voluntário do movimento Reflorestamento Urbano, que em mais de 5 anos de atuação já plantou e faz a manutenção de mais de 200 mudas de árvores pela cidade.

– O dia em que flagrei o pedreiro fechando esse canteiro, eu conversei com o síndico do condomínio e ele não se mostrou sensível à manutenção do canteiro e a continuação desse projeto de arborização do Catete que vem desde os anos 20. Felizmente, a Prefeitura atuou rapidamente e evitou que mais uma árvore da cidade fosse enterrada na calçada, lembra José Guimarães.

A Prefeitura do Rio orienta a população para que em caso de flagrante de dano ao meio ambiente, notifique a Patrulha Ambiental pela Central 1746. Uma equipe da fiscalização da Secretaria Municipal de Meio Ambiente será mobilizada para fazer uma vistoria no local indicado e os responsáveis pelos danos serão notificados e multados.