Operação da Prefeitura faz a demolição de seis construções irregulares no Itanhangá

Publicado em 26/05/2022 - 10:05 | Atualizado em 26/05/2022 - 18:36
Na operação no Itanhangá foram demolidas seis construções irregulares - Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio, por meio da secretaria de Meio Ambiente e da subprefeitura de Jacarapaguá, demoliu, nesta quinta-feira (26/5), seis construções irregulares erguidas na Estrada Bougainville, na localidade de Sertãozinho, no Itanhangá, Zona Oeste da cidade. Foi mais uma ação da força-tarefa, que conta também com o Ministério Público Estadual (MPRJ), a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA) e a Polícia Militar (PMRJ).

As obras têm um histórico de avanço sobre a área verde e já tinham sido embargadas diversas vezes por vários órgãos ambientais municipal, estadual e federal. Os responsáveis, no entanto, ignoraram as notificações, continuando as intervenções em ritmo acelerado. Até mesmo um prédio, que teria seis andares, vinha sendo erguido na zona de amortecimento do Parque Nacional da Tijuca.

– Seguimos dando um recado muito direto aos que investem na destruição da natureza de forma criminosa, para lucrar: a Prefeitura continuará atuando. Estamos falando de prédios enormes, de um volumoso investimento patrocinado por grupos criminosos, colocando em risco a vida de muita gente – destacou o secretário municipal de Meio Ambiente, Lucas Padilha.

Uma série de crimes ambientais vinham ocorrendo no local, como intenso desmatamento, parcelamento ilegal do solo, extração mineral, desvio e lançamento de esgoto no curso de rio. Não há qualquer documento ou licença para as intervenções. As ligações de luz eram irregulares. A subprefeita de Jacarepaguá, Talita Galhardo, reforçou o risco para quem compra imóveis sem qualquer tipo de licença.

 

– Além de diversos crimes ambientais, observamos um enorme dano a um rio da região por despejo irregular de esgoto. Além do risco de prejuízo financeiro, quem investe dinheiro nessas construções está correndo um risco de vida – ressaltou.

  • 26 de maio de 2022