Campanha do agasalho: estações do BRT recebem doações para os abrigos da cidade

Publicado em 28/06/2021 - 13:42 | Atualizado em 28/06/2021 - 14:28
Caixa coletora para as doações - Divulgação/ Prefeitura do Rio

Com a chegada do inverno, a população em situação vulnerável da cidade, que já sofre com os efeitos da pandemia, depende ainda mais da solidariedade dos cariocas. Uma boa oportunidade de ajuda ao próximo é a Campanha do Agasalho, que começou nesta segunda-feira (28/06), promovida pelo BRT Rio em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS). O objetivo é arrecadar casacos, calças, meias, cachecóis, gorros, mantas, cobertores, entre outros, em bom estado para doação.

Inicialmente, a caixa coletora itinerante, com a identificação da campanha, ficará na estação Jardim Oceânico, na Barra da Tijuca. Já os pontos fixos para a entrega das doações serão as estações Taquara e Mato Alto e o Terminal Recreio, a partir da próxima sexta-feira (02/07). Todos os donativos serão encaminhados para a rede de abrigos da cidade e higienizados antes da entrega.

 

– Temos que ter um olhar atento para essa parcela da população que já sofre com a pandemia do coronavírus. A iniciativa reforça o compromisso da empresa em promover ações de solidariedade e  de ajuda aos que mais necessitam – declarou Claudia Secin, diretora-presidente do BRT Rio.

 

A secretária municipal de Assistência Social, Laura Carneiro, informou que a campanha beneficiará todos que estiverem nos abrigos.

 

– Essa será uma campanha itinerante. Precisamos principalmente de roupas de frio, é muito importante para os nossos abrigos, não somente os públicos, mas em todos os que a população de rua precisa se abrigar. As caixas ficam nas estações de BRT até o dia 20 de julho, é só passar e deixar o seu agasalho de doação – incentivou ela.

Desde 1º de janeiro até o último sábado (26/06), a Assistência Social tinha atendido 56.339 moradores em situação de rua, sendo que 4.137 quiseram ser acolhidos.