Luz Maravilha começa a instalar duas mil luminárias de LED na Linha Vermelha

Publicado em 05/07/2021 - 12:15 | Atualizado
O Programa Luz Maravilha vai iluminar os 21km da Linha Vermelha - Marcos de Paula/Prefeitura do Rio

Uma das maiores vias de entrada e saída da cidade do Rio começou a receber o Programa Luz Maravilha, parceria público-privada de iluminação pública da cidade. Na sexta-feira passada (02/07), teve início a instalação de lâmpadas de LED nos 21 quilômetros de extensão da Linha Vermelha. A via expressa, que atravessa três municípios e cruza 14 bairros, sofre com constantes roubos de cabo, ficando às escuras. Até o fim do ano serão trocados cerca de duas mil lâmpadas e 36 mil metros de cabo.

Nesta primeira etapa, os serviços começam em um trecho de seis quilômetros entre a saída do Túnel Rebouças, no Elevado Paulo de Frontin, e o Campo de São Cristóvão. No decorrer dos meses, até dezembro, a totalidade da via será beneficiada.

 

– Já começamos o trabalho para melhorar a iluminação de uma das principais vias de acesso do Rio de Janeiro. A nova tecnologia vai gerar mais segurança e conforto para os motoristas – disse o presidente da Rioluz, Bruno Bonetti.

 

O programa Luz Maravilha já pode ser visto em todas as regiões da cidade, sendo quase a metade dessas instalações de LED em comunidades cariocas. A Rocinha, maior favela da América Latina, já está 70% iluminada com a nova tecnologia. Até o final de 2022, toda a cidade estará mais iluminada com 450 mil luminárias de LED. Esta transformação vai gerar uma economia de cerca de 60% para o município.

 

– Estamos cumprindo um dos critérios iniciais do Luz Maravilha, que é  iluminar as regiões de maior insegurança da cidade. A Linha Vermelha passa por quase 20 comunidades carentes. Esperamos que com a via iluminada possamos gerar mais segurança, tanto para os motoristas quanto para os moradores – explicou a secretária de Infraestrutura, Kátia Souza.

 

Centro de Operações será expandido com chegada do Luz Maravilha

 

A implantação do Luz Maravilha trará outro grande benefício para os cariocas. O Centro de Operações Rio (COR), local de monitoramento de toda a cidade e que integra mais de 30 órgãos, será expandido em 1.400 metros quadrados, o que representa um aumento de cerca de 50% em relação à área total construída atualmente. Todo o projeto será custeado 100% pela PPP, com previsão de conclusão até março de 2022, incluindo as etapas de obras e de compra, instalação e configuração de novos equipamentos, além de testes de usabilidade e ajustes finos.

O Centro de Controle Operacional do Luz Maravilha vai funcionar no COR e  será implementado dentro do conceito de cidade inteligente (Smart City). Serão instalados: 10 mil câmeras de segurança, sendo que 40% delas contarão com tecnologia de reconhecimento facial; 5.000 pontos wi-fi; 4.000 sensores de resíduos sólidos em bueiros; e 6.000 sensores de sinais de trânsito para melhora do fluxo do tráfego.

O programa Luz Maravilha é uma iniciativa da Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria de Infraestrutura e da Rioluz, sendo uma política pública que foi viabilizada por uma concessão e firmada por meio de uma parceria público-privada. O objetivo é modernizar e tornar mais eficiente todo o sistema de iluminação pública da cidade. O programa contempla também a modernização de todos os postes da Rioluz, que somam 15% dos postes existentes na cidade.

 

Interdições parciais

 

Até o dia 16/08, a CET-Rio fará interdições parciais nos Elevados Rufino Pizarro e Engenheiro Freyssinet para serviços de iluminação pública, com exceção de sextas-feiras e sábados, das 21h30 às 5h. Será necessário interditar uma faixa (lado esquerdo), em ambos os sentidos dos elevados. As interdições serão itinerantes e em trechos menores que 300 metros.

Os desvios serão realizados na própria pista, no trecho com estreitamento.

As intervenções contarão com a participação de operadores de tráfego da CET-Rio que vão trabalhar para manter a fluidez, efetuar os bloqueios e orientar os motoristas durante os procedimentos. Sinalização específica será instalada para orientar e alertar os motoristas.

 

  • 5 de julho de 2021