Prefeitura entrega obras no novo campo de futebol do Jacarezinho, área de importantes projetos sociais

Publicado em 07/11/2019 - 16:58 | Atualizado em 07/11/2019 - 17:02
Moradores do Jacarezinho sonham dar os passos de Paquetá, ex-Flamengo. Foto: Marcos de Paula / Prefeitura do Rio

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, entregou na manhã desta quinta-feira, 7 de novembro, as obras de reforma do Campo do Abóbora, no Jacarezinho, na Zona Norte. O investimento de R$ 900 mil possibilitou a reconstituição do gramado sintético, a construção de dois vestiários, a reposição de alambrados e equipamentos de ginástica, iluminação e paisagismo no entorno. As melhorias vão possibilitar o incremento de projetos sociais já realizados pela comunidade, o principal deles intitulado “Craques do Futuro”, atualmente com 150 crianças e adolescentes.

– O  campo ficou muito bonito, um colosso. Tudo novo. Fizemos a dragagem do Rio Jacaré também (que passa ao lado).  Valeu o esforço dos envolvidos em realizar essas obras, em momento de crise financeira. Aqui nesse campo, as pessoas vão esquecer suas tristezas e aflições. Vão rir, vão brincar e a vida vai continuar – afirmou Crivella.

Com uma fila de pelo menos 150 jovens, o  Craques do Futuro já revelou um atleta de alto nível, Lucas Paquetá, ex-jogador do Flamengo, atualmente no Milan, da Itália, segundo informou o idealizador do projeto, José Neves. Outro que conhece bem aquele campo é o ex-jogador Romário, tetracampeão com a seleção brasileira. Cria do Jacarezinho, o ex-atacante deu seus primeiros passos no Abóbora, e, já aposentado, ainda bate sua bola por lá.

– Nesse campo passei grandes momentos da minha infância e juventude. Na verdade, jogo bola até hoje lá – ressaltou Romário.

Um dos apoiadores do projeto, Maurício, ídolo do Botafogo, destacou que o novo gramado, que substituiu a serragem verde que “imitava grama”, servirá também para outros esportes, como os ligadas às artes marciais, ajudando a afastar jovens da criminalidade.

– Mas o carro chefe continua sendo o futebol. Desde a década de 1980, quando foi criado, o projeto já encaminhou mais de 500 adolescentes para peneiras em grandes clubes. Dezenas já foram aproveitados – salientou Maurício.

Leonan Patrick, de 13 anos, é uma das apostas do time Canto do Rio, por exemplo.

– Sei que daqui posso alcançar fama, como muitos jogadores que hoje brilham, inclusive no exterior – disse Leonan, que nasceu no Jacarezinho.