Prefeitura derruba construções irregulares na Colônia Juliano Moreira, em Jacarepaguá

Publicado em 15/08/2019 - 16:22 | Atualizado
Construção irregular é demolida na Colônia Juliano MoreiraConstrução irregular é demolida na Colônia Juliano Moreira. Foto: Divulgação/Prefeitura

A Secretaria Municipal de Infraestrutura e Habitação (SMIH), por meio da Coordenadoria de Operações Especiais (Coope), demoliu na manhã desta quinta-feira, dia 15 de agosto, 17 construções erguidas irregularmente na Colônia Juliano Moreira, em Jacarepaguá, Zona Oeste carioca.

A operação teve o apoio do 18º Batalhão da Polícia Militar (Jacarepaguá) e da Guarda Municipal. Algumas construções já tinham sido embargadas anteriormente, mas os fiscais constataram descumprimento total dos embargos, com o prosseguimento das obras ilegais.

Ações semelhantes à realizada hoje vêm sendo feitas constantemente pela prefeitura na Colônia. Nos últimos três anos, a Coope já demoliu 42 construções irregulares na região. Com uma área do mesmo tamanho do bairro de Copacabana, o local tem sido utilizado nos último anos para grilagem de terra. A atividade, de cunho especulativo, tem como objetivo a expansão de pequenas construções residenciais ou comerciais, e é considerada um dos ramos de negócio da milícia na Zona Oeste.

A estratégia de construção para evitar a demolição pela prefeitura é semelhante em todas as áreas dominadas pela milícia. São erguidas casas simples, e nelas são instaladas famílias para morar, evitando, assim, a demolição administrativa imediata. E, no mesmo lote, estruturas mais resistentes são construídas para suportar outros pavimentos. Em pouco tempo, um prédio acaba sendo erguido.