Prefeito Marcelo Crivella acompanha trabalho de desobstrução do Túnel Acústico Rafael Mascarenhas

Publicado em 18/05/2019 - 14:55 | Atualizado em 19/05/2019 - 01:18
Funcionários da Prefeitura do Rio continuam trabalho de limpeza no Túnel Acústico Rafael MascarenhasFuncionários da Prefeitura do Rio continuam trabalho de limpeza no Túnel Acústico Rafael Mascarenhas. Foto: Maurício Val/Prefeitura do Rio

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, acompanha desde às 7h deste sábado, 18/5, os trabalhos de limpeza e escoramento do Túnel Acústico Rafael Mascarenhas, onde parte da estrutura do teto desabou, no início da tarde de ontem, interditando a Auto-Estrada Lagoa-Barra. Equipes de várias secretarias e órgãos municipais atuam no local. A Comlurb faz a remoção de árvores, galhos e do barro que deslizou da encosta, e, após a conclusão desse serviço, será retirada a laje danificada. Assim que essa etapa for finalizada, o trânsito poderá ser liberado no sentido Lagoa-Barra. O sentido oposto, no entanto, permanecerá interditado.

– Essa noite a turma trabalhou muito, mas as duas pistas desse Túnel Acústico, na entrada da Lagoa-Barra, está toda limpa já. Nosso problema agora é escorar aquela coluna e aquela viga e poder trabalhar por cima. E também garantir que na encosta não tenhamos mais riscos de escorregamento de terra, que possam comprometer a estrutura de cobertura desse túnel. Hoje vai ser um dia de muito trabalho – disse o prefeito Marcelo Crivella, durante a vistoria.

 

CIDADE DO RIO EM ESTÁGIO DE CRISE

A Prefeitura do Rio de Janeiro, por meio do Centro de Operações (COR), informa que o município permanece em ESTÁGIO DE CRISE (o terceiro nível em uma escala de três e significa chuva forte a muito forte nas próximas horas, podendo causar alagamentos e deslizamentos), desde as 12h35 de sexta-feira, 17/5, após a interdição total, nos dois sentidos, do Túnel Rafael Mascarenhas (Acústico).

 

AVENIDA NIEMEYER

A pista sentido Leblon da Avenida Niemeyer chegou a ser fechada por volta das 11h deste sábado, mas foi reaberta por volta das 13h30m. Técnicos da GeoRio seguem monitorando 24 horas por dia a encosta, e equipes da CET-Rio estão de prontidão nas duas pontas da via, que pode ser totalmente interditada, de acordo com as condições do tempo.

 

COMLURB

A Comlurb participa da força-tarefa criada pela Prefeitura para limpar e remover resíduos que desceram da encosta sobre o Túnel Acústico Rafael Mascarenhas. Na manhã deste sábado, três equipes da companhia iniciaram os trabalhos no local: duas equipes de poda mecanizada e duas de arvorismo estão atuando na remoção de vegetação, e um grupo de garis alpinistas está aguardando o momento de iniciar o serviço na encosta, com a utilização da técnica de rapel, que seguirá por todo o fim de semana. As equipes operacionais estão atuando ainda na limpeza de resíduos. A Comlurb  já removeu 87 toneladas de entulhos desde a madrugada, em 15 viagens de caminhões basculantes, e estão sendo utilizadas três lanças  com até 22 metros de alcance para corte de vegetação. A Companhia está com cerca de 50 homens no local. Na Avenida Niemeyer o serviço foi concluído ontem e segue a partir de hoje com a rotina diária na via.

 

INFRAESTRUTURA E HABITAÇÃO

A secretária de Infraestrutura e Habitação continua com as ações de limpeza do Túnel Acústico Rafael Mascarenhas, com a fragmentação dos blocos de concreto e a retirada  de material da pista. Cerca de 50 homens trabalham no local com maçaricos, escavadeiras hidráulicas, compressores e caminhões. Técnico da GeoRio também vistoriaram a encosta para identificar possíveis riscos de novos deslizamentos  e  iniciaram a limpeza e o corte de árvores  em parceria com a Comlurb. Um estudo aprofundado do solo começou e obras emergenciais de contenção no local vão ter início nos próximos dias.

 

TRÂNSITO

Devido ao fechamento do Túnel Acústico Rafael Mascarenhas, a CET-Rio informa que, no sentido de São Conrado para a Lagoa/Leblon, permanece em funcionamento o desvio pela Rua Graça Couto e Rua Marquês de São Vicente. No sentido oposto, do Leblon para São Conrado, a única ligação permanece sendo a Avenida Niemeyer. Como medidas complementares, a CET-Rio reforçou a operação de fluidez do trânsito no Alto da Boa Vista e na Estrada da Gávea, vias que estão sendo utilizadas como rotas alternativas. Apesar das medidas adotadas em contingência garantirem a mobilidade, permanece a orientação aos motoristas para que evitem a região em função dos diversos bloqueios implantados.

 

GUARDA MUNICIPAL

As equipes da Guarda Municipal do Rio estão apoiando a operação da Prefeitura desde a tarde de sexta-feira.  Na madrugada, guardas municipais da Coordenadoria Regional Sul e dos Grupamentos Especiais de Trânsito apoiaram o trabalho dos operários, na condução do maquinário e nos bloqueios viários, além da orientação de condutores quanto a rotas alternativas. Neste sábado, as equipes seguem em apoio em pontos estratégicos, como na entrada e na saída do Túnel Zuzu Angel e outras via alternativas ao trânsito, com foco na mobilidade e fluidez do tráfego, priorizando a segurança viária. Além disso, equipes de todas as unidades operacionais da GM-Rio seguem de prontidão em todas as regiões da cidade.

 

TRANSPORTE

A Secretaria Municipal de Transportes informa que as linhas que normalmente têm o trajeto pelo Túnel Acústico seguem pela Avenida Niemeyer, no sentido Barra da Tijuca. No sentido Lagoa, as linhas seguem pelo acesso do Túnel Zuzu Angel, com desvio para o viaduto Graça Couto e Marquês de São Vicente, restabelecendo nova ligação para a rota São Conrado – Leblon/Lagoa. As frotas operacionais das linhas que vão para a Barra da Tijuca, via Alto da Boa Vista, bem como as linhas da Grajaú-Jacarepaguá e Linha Amarela seguem reforçadas.

 

DEFESA CIVIL

A Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil, vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública, recebeu, entre às 9h30m de ontem, até as 9h30m deste sábado, 112 ocorrências, sendo 63 em áreas afetadas pelas fortes chuvas dos últimos dias. Desde terça-feira, dia 14, foram registrados 411 chamados ao órgão via canal 199. As equipes da Defesa Civil estão nas ruas realizando as vistorias emergenciais e também as preventivas. As principais demandas são para verificação de imóveis com rachadura e infiltração; ameaça e/ou desabamento de estrutura, ameaça e/ou deslizamento de barreira, encosta, talude; ameaça e/ou rolamento de pedra; queda de revestimento externo e queda de mudo de arrimo/contenção. A Defesa Civil ressalta a importância do cidadão solicitar a vistoria do imóvel afetado pelas chuvas pelos telefones 199 ou 1746.