Operação Verão completa primeiro mês com saldo positivo

Publicado em 28/09/2021 - 10:45 | Atualizado
Desde o início da operação, não houve mais registros de tumultos nas praias - Prefeitura do Rio

A Operação Verão, de reforço na fiscalização da orla da cidade realizada pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) e pela Guarda Municipal do Rio (GM-Rio), chega ao primeiro mês de atuação  com saldo positivo. A operação foi antecipada para promover a ocupação das praias ainda no inverno e, desde o dia 26 de agosto, não houve mais registros de tumultos nas praias e no retorno para casa. O trabalho é integrado com as forças de segurança, como as Polícias Militar e Civil, para promover maior sensação de segurança aos banhistas e demais cidadãos.

Nesse primeiro mês de ação, a GM-Rio registrou 12 prisões, incluindo um caso de estelionato e de um homem que cortou coqueiros em Copacabana, além de furtos, depredações e posse de drogas. Os agentes também atuaram em 67 conduções para delegacia e/ou averiguação de situações suspeitas após denúncias de cidadãos ou pela Central 1746. No primeiro dia de atuação, foram feitas 42 abordagens resultando na condução de 11 pessoas para delegacias da região.

Além disso, equipes do Grupamento de Guardas Motociclistas (GGM) atuaram com a Polícia Militar para conter um tumulto em um ponto de ônibus na Avenida Prado Júnior. Já no dia 9 de setembro, guardas foram acionados pelo motorista de um ônibus da linha 483, na Avenida Princesa Isabel, para conter pessoas que entraram pela traseira do veículo sem pagar a passagem e estavam provocando tumulto.

Em relação à fiscalização das posturas municipais e ações de ordenamento, foram registradas 1.931 multas de trânsito e 104 infrações sanitárias. Foram apreendidos 603 produtos que estavam sendo vendidos sem autorização, ainda foram apreendidos oito coletes com flanelinhas, coibindo a ação deles, e um cone usado irregularmente para reservar vaga. Também foram retiradas quatro barracas de camping da praia e três churrasqueiras. Foi impedida uma prática esportiva em local e horário proibido. No dia 23 de setembro, os guardas municipais apagaram um foco de incêndio no Parque Garota de Ipanema, que de acordo com testemunhas teria sido provocado por uma guimba de cigarro.

As equipes da GM-Rio também estão atuando em ocorrências diversas de auxílio ao público, além de estarem distribuindo pulseiras de identificação na areia das praias. Os agentes ajudaram, até o momento, quatro crianças perdidas a reencontrar os responsáveis. Além disso, o Grupamento Marítimo Municipal (GMM) também vem atuando na fiscalização de embarcações, verificando documentação, fiscalizando o cumprimento das medidas sanitárias e coibindo aglomerações, entre outras coisas.

A Seop atua na orla das zonas Sul e Oeste por meio dos comboios de fiscalização formados por agentes da Subsecretaria de Operações (Subop), da Coordenadoria de Controle Urbano (CCU), da Guarda Municipal e da Secretaria de Assistência Social. As equipes trabalham para coibir a ocorrência de desordens como a ocupação irregular do calçadão e da faixa de areia por ambulantes sem autorização e o estacionamento em locais proibidos.

Durante a Operação Verão, nos finais de semana entre os dias 4 e 26 de setembro, agentes da Coordenadoria de Controle Urbano (CCU) fiscalizaram 266 ambulantes e  138 deles foram removidos por falta de autorização para atuarem na orla. A Coordenadoria de Fiscalização de Estacionamentos e Reboques (CFER) removeu 886 veículos em ação para coibir o estacionamento irregular em toda a orla.

 

 

Cerca de 175 guardas municipais têm atuado diariamente nas praias – Prefeitura do Rio

 

Estrutura e efetivo

Cerca de 175 guardas municipais têm atuado diariamente na areia, calçadão e vias de acesso às praias que vão do Leme, na Zona Sul, até o Pontal, na Zona Oeste da cidade. As ações contam com apoio de 24 viaturas, 10 motocicletas e cinco tendas operacionais instaladas em pontos estratégicos na areia.

Além disso, a Subsecretaria de Operações da Seop está realizando ações de fiscalização para combater desordens na orla, como a ocupação indevida do espaço público por ambulantes sem autorização. Equipes do Programa Rio + Seguro, formada por guardas municipais e policiais militares, também estão realizando rondas nas praias de Copacabana e do Leme.

O trabalho das equipes nas ruas conta com apoio do Núcleo de Videopatrulhamento da Guarda Municipal, que monitora 80 câmeras redirecionadas para reproduzir imagens do calçadão e da faixa de areia. Os flagrantes de crimes são enviados pelo celular para os guardas identificarem e abordarem os suspeitos. O material em vídeo também é cedido à Polícia Civil, para auxiliar no registro de ocorrências nas delegacias.

O efetivo empregado pela GM-Rio é de guardas dos grupamentos Marítimo Municipal (GMM), de Operações Especiais (GOE), Tático Móvel (GTM), de Guardas Motociclistas (GGM), Especiais de Trânsito (GETs), de Defesa Ambiental (GDA) e de Cães de Guarda (GCG), que atuam principalmente nos locais de saída das praias, como pontos de ônibus e vias estratégicas.

  • 28 de setembro de 2021