Guardas municipais prendem homem após flagrante de violência contra a mulher em estação do BRT na Taquara

Publicado em 30/08/2021 - 13:43 | Atualizado

 Guardas municipais da Unidade de Resgate de Cidadania e Lixo Zero prenderam um homem de 31 em flagrante na quinta-feira passada (26/08), acusado de agredir a namorada, de 26 anos, próximo à estação do BRT Araci Cabral, na Taquara, na Zona Oeste. A vítima pediu ajuda à equipe após conseguir fugir do agressor.  Ela contou que levou tapas no rosto e também foi agredida nas pernas com a alça da própria bolsa, que o acusado arrebentou. As marcas estavam visíveis.

Assim que receberam o pedido de ajuda, os guardas pegaram a viatura e foram atrás do acusado, que foi detido pouco à frente. O homem não resistiu à abordagem e foi conduzido para a 32ª DP (Taquara). Durante o registro da ocorrência, familiares do acusado foram até a delegacia. Intimidada pela presença deles, a mulher, que está grávida de nove semanas, desistiu de fazer o registro. Contudo, a delegada decidiu seguir com o registro da ocorrência e o homem ficou detido.

Na sexta-feira (27/08), uma dupla de guardas da Ronda Maria da Penha, que estava atuando em apoio às audiências de casos de violência doméstica do Fórum Regional da Leopoldina, em Olaria, na Zona Norte, foram acionados por um funcionário do estabelecimento para dar apoio em um acidente de trânsito sofrido por uma mulher que iria participar de audiência no local. O acidente aconteceu próximo à rua do fórum.

Como o companheiro da vítima já estava no fórum, a equipe da GM foi até o local de forma preventiva para verificar se estava tudo bem com a mulher e dar apoio até a chegada do socorro especializado. Ela se envolveu em uma colisão com outro veículo e foi levada para o hospital.

A Guarda Municipal atua em duas frentes no combate a violência contra a mulher. De forma reativa, nos casos de flagrantes, como aconteceu no caso da estação do BRT, e ainda de forma preventiva, por meio da Ronda Maria da Penha, que fiscaliza o cumprimento de medidas protetivas expedidas ela Justiça.

  • 30 de agosto de 2021