Guardas ajudam turista argentina a voltar para casa após ter sido abandonada por namorado no aeroporto

Publicado em 27/02/2022 - 20:36 | Atualizado

Guardas municipais do Grupamento de Apoio ao Turista (GAT) que atuam no Posto Avançado de Atendimento Humanizado ao Migrante, ajudaram uma turista de 22 anos a retornar para sua casa na Argentina, após ter sido abandonada pelo namorado, na sexta-feira (25/2), no aeroporto internacional Tom Jobim, na Ilha do Governador, Zona Norte do Rio.

Os agentes foram acionados pela funcionária de uma locadora de veículos onde a jovem foi deixada após se desentender com o namorado canadense. Os dois estavam viajando de carro pelo litoral brasileiro e a jovem retornaria para casa do Rio de Janeiro mesmo. Mas após a briga, ela ficou desorientada e também não conseguiu comprar a passagem de retorno. A equipe da GM-Rio conseguiu contactar a família da jovem e deu todo o suporte em traslados, abrigamento e realização de exames e outros procedimentos até o embarque dela, que aconteceu no fim da tarde deste sábado (26/2).

Esse é um exemplo do tipo de serviço realizado diariamente pelas equipes do Posto de Atendimento ao Migrante. Já houve também registro de intervenções em casos de trabalho escravo, aliciamento para prostituição, entre outros. O trabalho é realizado desde 2010, em parceria com o Governo Federal, como parte da política nacional de enfrentamento ao tráfico de pessoas.

O posto conta com guardas municipais capacitados para fazer a recepção a brasileiros não admitidos ou deportados do exterior e estrangeiros com problemas de entrada no Brasil. No local também são identificadas possíveis vítimas do tráfico de pessoas, que são encaminhadas para acolhimento por meio de uma rede local.

  • 27 de fevereiro de 2022