Concurso de monografias da Fundação João Goulart incentiva estudos sobre gestão pública

Publicado em 17/08/2022 - 20:31 | Atualizado em 08/09/2022 - 20:34

Criado para estimular, reconhecer e dar visibilidade a autores de estudos sobre áreas estratégicas da gestão pública, o 1º Prêmio Bora Falar do Rio foi entregue ao vencedor do concurso de monografias organizado pela Fundação João Goulart. A cerimônia ocorreu no Palácio da Cidade, em Botafogo, e homenageou quem contribui para o desenvolvimento do município.

Três monografias foram classificadas para a etapa final do concurso e seus autores ganharam bolsas de estudo em cursos. O vencedor foi o trabalho “Entre a montanha e o mar: considerações sobre o título de Patrimônio Mundial concedido pela Unesco à paisagem do Rio de Janeiro”, de Luiza Waldmann Brasil Matias, da Universidade Federal Fluminense.

Em segundo lugar ficou a monografia “A atuação da Guarda Municipal de Niterói na pandemia”, de Julia Burton Furtado, da Universidade Federal Fluminense, e, em terceiro, “A reconfiguração socioambiental da Ilha do Governador – O caso do Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim (RJ)”, de Christiane de Araújo, da PUC-Rio.

Participaram do concurso autores de monografias de graduação sobre gestão pública realizadas e aprovadas entre os anos de 2016 e 2022. Uma das motivações dessa iniciativa é a aproximação da Prefeitura com instituições acadêmicas para a promoção de trocas e aprendizados. Além disso, o prêmio valoriza e estimula a produção científica que possa colaborar com a cidade.

As vencedoras também receberam convite para publicação do resumo expandido da monografia na revista carioca de gestão pública Cidade iNova e dos trabalhos completos no site RepertóRio.

  • 17 de agosto de 2022
  • Skip to content