Prefeitura do Rio ampliará em 45% o número de estações de bicicletas compartilhadas

Publicado em 10/11/2022 - 11:59 | Atualizado em 10/11/2022 - 16:10
  • Início/
  • /
  • Prefeitura do Rio ampliará em 45% o número de estações de bicicletas compartilhadas
O novo contrato amplia na cidade o número de estações de bicicletas compartilhadas - Alexandre Macieira/Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio publicou nesta quinta-feira (10/11) a autorização para a nova concessão do sistema de compartilhamento de bicicletas na cidade. A empresa vencedora da licitação realizada pela Secretaria Municipal de Fazenda e Planejamento é a Tembici, que continuará responsável pela implantação, manutenção e operação do sistema. O novo Termo de Concessão prevê que o número de estações aumentará para 520 em até 18 meses, o que corresponde a um aumento de 45% no sistema. A cidade terá até 5.200 bicicletas compartilhadas distribuídas na Região Central e nas Zonas Norte, Sul e Oeste.

O sistema de compartilhamento de bicicletas teve início na cidade do Rio em 2008, com 50  estações. Atualmente, a cidade possui 310 estações implantadas, 50 em licenciamento, e grande parte está localizada em pontos estratégicos de integração com outros transportes públicos. A empresa que venceu a nova licitação deverá priorizar os locais de instalação já existentes. As estações posteriormente instaladas deverão priorizar a continuidade no sistema de compartilhamento de bicicletas, estabelecendo-se em locais escolhidos pela concessionária e licenciados pela Prefeitura.

Além das 520 estações, com o crescimento da demanda poderão ser acrescidas ao contrato outras 200 estações e 2.000 bicicletas, completando um total de 720 estações e 7.200 bicicletas, o dobro da quantidade existente atualmente.

– O Bike Rio já faz parte do dia a dia dos cariocas e agora mais pessoas vão ter acesso a esse meio de transporte que é seguro, acessível e não poluente. Além de facilitar a conexão aos centros dos bairros e locais de lazer, as bicicletas também são uma opção para integração com trens, metrô, VLT, BRT e barcas, entre outros pontos de transportes públicos – afirma a secretária de Fazenda e Planejamento, Andrea Senko.

Alinhado ao Plano Estratégico da Cidade 2020-2024, a CET-Rio iniciou a implantação de novas infraestruturas cicloviárias na cidade, conectando as estações de transportes públicos à malha cicloviária existente. No final deste ano, 54 estações, que não possuíam conexões, estarão conectadas. Até o momento, foram concluídas as conexões a 43 estações somando mais de 20 novos quilômetros aos 457 km implantados na cidade até 2021.

– Além das ações promovidas para incentivar o uso da bicicleta, também percebemos uma alta demanda de utilização dos equipamentos e no número de usuários, por meio de frequentes pedidos da atual concessionária para que haja mais estações e equipamentos para continuar atendendo a população. Expandimos o número de estações para que haja possibilidade de um planejamento mais eficiente e que atenda a todos com mais uma opção de deslocamento – explica Andrea Senko.

A empresa contratada deverá garantir o pleno funcionamento do sistema e dispor de estrutura operacional como uma central de operações com acompanhamento real, reparo e substituição de equipamentos, ambiente de internet para cadastro de usuários, sistema por aplicativo para desbloqueio das bicicletas e suporte ao usuário. O horário mínimo para funcionamento é das 4h à 1h nos dias úteis, e das 5h à 0h nos finais de semana e feriados.

  • 10 de novembro de 2022
  • Skip to content