Prefeitura do Rio lança Olimpíada Carioca de Matemática

Publicado em 11/08/2021 - 13:30 | Atualizado em 16/08/2021 - 11:13
Disputa vai premiar 40 alunos da rede municipal de ensino com viagens à Nasa e à Disney - Marcos de Paula/Prefeitura

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, e o secretário municipal de Educação, Renan Ferreirinha, lançaram a Olimpíada Carioca de Matemática, nesta quarta-feira (11/08), na Escola Municipal Gonçalves Dias, em São Cristóvão. A competição é aberta aos alunos da rede municipal de ensino e, entre outras premiações, vai contemplar não só 40 estudantes com viagens à Disney e à Agência Espacial Americana (Nasa) mas também os professores com uma viagem internacional de capacitação.

Além de ser um preparativo para a Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), a competição tem o propósito de estimular a aprendizagem, engajar, divertir e identificar talentos. E mostrar também aos alunos um caminho para seu desenvolvimento profissional.

– Ferreirinha é um exemplo para vocês (alunos). Estudou na rede pública, ganhou medalhas em Olimpíadas de Matemática, foi estudar no exterior e hoje comanda a Secretaria de Educação. Precisamos estimular a garotada a sonhar e a pensar grande. A gente quer que os talentos aflorem e construam um futuro melhor. Que vocês possam ser os Ferreirinhas do futuro – disse o prefeito Eduardo Paes.

As inscrições para a Olimpíada Carioca de Matemática (OCM) ficarão abertas de 1º de setembro a 1º de outubro. A primeira fase corresponderá à atividade diagnóstica em rede do 3º bimestre, que já aconteceria para todos os alunos. A segunda fase da OCM será uma prova elaborada em parceria com o Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA) e ocorrerá no dia 4 de novembro.

A segunda fase será composta por provas de quatro níveis: nível 1 (alunos do 2º e 3º ano); nível 2 (alunos do 4º e 5º ano); nível 3 (alunos do 6º e 7º ano) e nível 4 (alunos do 8º e 9º ano). Cada estudante irá realizar a prova em sua própria escola. Os resultados serão divulgados na primeira quinzena de dezembro.

– Hoje é o Dia do Estudante e vamos premiá-los com esse lançamento. É um dia especial, é algo simbólico até para mim. As Olimpíadas de Matemática já transformaram minha vida quando era estudante da rede pública. Essa iniciativa é para vocês (alunos). Precisamos estimular a aprendizagem, com um processo bacana, divertido e lúdico – afirmou o secretário de Educação.

 

Paes: “Precisamos estimular a garotada a sonhar e a pensar grande” – Marcos de Paula/Prefeitura

 

Haverá premiação especial para as maiores pontuações de cada ano escolar. Os cinco primeiros alunos e as cinco primeiras alunas de cada ano escolar do 6º ao 9º ano vão ganhar uma viagem de exploração científica para a Disney e a Nasa.

Já os 10 primeiros alunos e as 10 primeiras alunas da rede, em cada ano escolar do 2º ao 9º ano, serão premiados com notebook e curso de programação. Os computadores serão doados pelo Instituto XP – entidade de impacto social da XP Inc. Também serão distribuídas medalhas de ouro, prata e bronze e menção honrosa para os participantes com as melhores colocações do 2º ao 9º ano e Carioca II.

O estudante Leonardo Luís, de 13 anos, está ansioso para participar da Olimpíada de Matemática, sua matéria preferida.

– Sempre gostei de matemática e de estudar. Quero ser um dos melhores nesse concurso. Vou estudar mais – ressaltou Leonardo, que cursa o 7º ano na Escola Municipal Gonçalves Dias.

Moradora da comunidade Barreira do Vasco, em São Cristóvão, Laura Cândido, de 14 anos, destacou que essa é uma oportunidade única.

– Gosto de matemática. A premiação estimula a estudar mais, com certeza. Vou brigar para estar entre os melhores alunos – afirmou ela, que está no 9º ano.

A iniciativa também vai premiar os responsáveis pelo ensino. O professor com a maior proporção de alunos premiados por ano escolar e os diretores com o maior número de estudantes vencedores nos anos iniciais e finais vão ganhar uma viagem internacional de formação.

Já a escola com a maior proporção de alunos premiados em cada CRE (em relação ao total de alunos inscritos) receberá um laboratório maker no valor de R$60 mil. Além disso, haverá um prêmio de equidade de gênero com as 100 escolas com menor desigualdade de resultados entre alunas e alunos, selecionadas dentre os 30% maiores resultados da rede, que serão agraciadas com uma placa de reconhecimento.

  • 11 de agosto de 2021