No retorno das aulas presenciais, secretário Ferreirinha recebe alunos em escola municipal na Penha

Publicado em 24/02/2021 - 14:31 | Atualizado em 24/02/2021 - 18:20
  • Início/
  • /
  • No retorno das aulas presenciais, secretário Ferreirinha recebe alunos em escola municipal na Penha
Retomada as aulasFoto: Ricardo Cassiano

O secretário municipal de Educação, Renan Ferreirinha, acompanhou, na manhã desta quarta-feira (24/2), a retomada das aulas presenciais na Rede Municipal de Ensino do Rio. Ele recebeu alunos do ensino fundamental da Escola Municipal Suíça, no bairro Penha Circular, zona Norte do Rio. Nesta primeira fase, voltam os alunos da Pré-escola, 1.º e 2.º ano do Ensino Fundamental, de 38 unidades, que reúne cerca de 7 mil alunos. O retorno é opcional para as famílias e será progressivo.

– Nesta escola, 78% dos responsáveis manifestaram interesse no retorno presencial. Temos trabalhado muito no remoto com aulas virtuais e agora com o aplicativo Rioeduca em Casa, que lançamos ontem. O retorno para o ensino presencial é fundamental e vamos fazer da melhor forma com segurança para nossos alunos e profissionais – disse Ferreirinha.

A primeira estudante a chegar à EM Suíça foi a pequena Emily, de 7 anos, que estava acompanhada pela mãe Cleide Mota Campos, de 42 anos. As duas foram recebidas no portão pelo secretário e pela diretora da unidade, Fernanda Claudio Moreira.

– Estava ansiosa pelo retorno. Acho que nenhuma mãe foi ensinada a ensinar. E a Emily sentia falta da escola – disse Cleide.

De acordo com o secretário Ferreirinha, a decisão de iniciar a retomada do presencial com alunos da Pré-escola, 1.º e 2.º ano do Ensino Fundamental foi uma estratégica pedagógica.

– A alfabetização precisa ser prioridade. É uma fase crucial para toda aprendizagem posterior, por isso priorizamos os alunos mais novos. Uma alfabetização feita de maneira equivocada tem consequências para a vida toda. Além disso, o presencial terá a complementação remota. Será um modelo híbrido. Tudo isso faz parte de um processo gradual – explicou o secretário.

Retomada gradual
De acordo com o Plano de Volta às Aulas, na segunda etapa, prevista para o dia 17 de março, voltam parcialmente alunos de creches (filhos de profissionais da Educação e da Saúde acima de 2 anos), 3.º ao 5° ano, 6.º ano experimental e 9.º ano. Na 3.ª e última etapa, prevista para 31 de março, demais alunos de creches, 6.º ano ao 8.º ano, PEJA e Classes Especiais. Conforme as escolas se adequem às regras, toda quinta-feira serão anunciados os nomes de mais unidades que retornarão na quarta seguinte. O retorno é optativo para os alunos: cabe aos responsáveis pelo estudante a escolha quanto ao retorno às aulas presenciais, quando estes forem menores de 18 anos. Já os estudantes maiores de idade vão definir diretamente quanto ao retorno às aulas presenciais. E os profissionais da Educação em grupo de risco devem permanecer no ensino remoto.

  • 24 de fevereiro de 2021