Inspirada nos objetivos da Unesco, Mostra de Dança da SME reúne mais de mil alunos da Rede

Publicado em 31/10/2019 - 19:39 | Atualizado
  • Início/
  • /
  • Inspirada nos objetivos da Unesco, Mostra de Dança da SME reúne mais de mil alunos da Rede
Inspirada nos objetivos da Unesco, Mostra de Dança da SME reúne mais de mil alunos da Rede

Inspirada nos objetivos da Unesco, Mostra de Dança da SME reúne mais de mil alunos da RedeO talento e a criatividade de alunos de 49 unidades da Prefeitura do Rio invadiram o palco do Teatro da Escola Sesc, em Jacarepaguá, nos dias 30 e 31 de outubro, durante a 36ª edição da Mostra de Dança das Escolas Municipais. O evento tradicional da rede municipal de Ensino do Rio reuniu mais de mil estudantes da Educação Infantil ao 9º ano do Ensino Fundamental, Educação de Jovens e Adultos, unidades de extensão e Educação Especial que encantaram o público com arte e inclusão durante dois dias de rodopios, saltos e surpresas. Nesta edição, a Mostra de Dança foi organizada para dialogar com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura).

Inspirada nos objetivos da Unesco, Mostra de Dança da SME reúne mais de mil alunos da Rede Inspirada nos objetivos da Unesco, Mostra de Dança da SME reúne mais de mil alunos da Rede

A Coordenadoria de Projetos de Extensão Curricular da Secretaria Municipal de Educação (SME) reservou, nesta edição, uma manhã exclusiva para os alunos da Educação Infantil, que demonstrou, através da expressão corporal e da música, estar por dentro de assuntos importantes para o futuro, como a preservação ambiental, tema do evento. Para representar os ODS da Unesco foi homenageado um ex-aluno da rede municipal, o dançarino Fábio Batista, que estudou na Creche Municipal Winnie Mandela, Escola Municipal Baptista Pereira e Escola Municipal Presidente João Goulart, no Andaraí. Fábio construiu sua trajetória através do estudo e da dança. Atualmente, o ex-aluno da rede municipal é diretor da Cia Clanm e da Escola Carioca de Danças Negras, no Andaraí.

Inspirada nos objetivos da Unesco, Mostra de Dança da SME reúne mais de mil alunos da RedePara uma das organizadoras da Mostra de Dança, a servidora Djane Raquel da Silva Fernandes, levar milhares de crianças de escolas municipais para a final pelo 36º ano seguido é uma vitória da Educação carioca.

— A rede municipal tem aberto portas para muitos alunos, através da Mostra de Dança. O que vimos hoje aqui é um trabalho de um ano, que acontece em centenas de escolas da rede. A cada ano, descobrimos novos talentos e garantimos a eles diversos momentos para brilharem em cima do palco, depois de muito trabalho duro para que eles tragam sua história, identidade local e corpos dançantes, transportando a eles mesmos e nós, na plateia, para um lugar diferente, lúdico e de transformação.

Dentre as escolas participantes, os alunos do Ciep Augusto Pinheiro de Carvalho, em Marechal Hermes, fizeram bonito no palco do Teatro Sesc. A unidade bilíngue da rede municipal utilizou como base para a coreografia a trilha sonora da animação “Lorax” para a dança “Vamos mudar”, apresentada pelas crianças de 4 e 5 anos de idade, da Educação Infantil. Para a professora Sheila Cristina de Moura, ir para a final da Mostra de Dança é um momento mágico para toda a unidade.

— Estar aqui nos prova que sempre dá para fazer mais pelas nossas crianças. Depois de passar pela mostra regional, é sempre uma vitória chegar no palco e mostrar para a rede algo que nem sempre é fácil, mas é possível de se fazer com alunos tão pequenos — disse a professora.

Inspirada nos objetivos da Unesco, Mostra de Dança da SME reúne mais de mil alunos da Rede Inspirada nos objetivos da Unesco, Mostra de Dança da SME reúne mais de mil alunos da Rede

Os espetáculos, com duração de cerca de 6 minutos, foram aplaudidos de pé pelo público formado por estudantes, professores e responsáveis dos estudantes. Coreografias de canções nacionais e internacionais vieram carregadas de mensagens positivas por um mundo melhor, como “Amar e superar”, “Frevo reciclável na escola”, “Dança – nosso lugar de fala” e “Believer”.