Escola Municipal Pixinguinha fica em primeiro lugar no Festival da Canção da SME nesta quinta-feira, dia 17/10

Publicado em 18/10/2019 - 16:55 | Atualizado em 18/10/2019 - 17:09
  • Início/
  • /
  • Escola Municipal Pixinguinha fica em primeiro lugar no Festival da Canção da SME nesta quinta-feira, dia 17/10
Escola Municipal Pixinguinha fica em primeiro lugar no Festival da Canção da SME neste dia 17/10Escola Municipal Pixinguinha - por Renato Gonçalves

A grande final da 31ª edição do Festival da Canção das Escolas Municipais do Rio de Janeiro (Fecem) foi realizada nesta quinta-feira, dia 17/10, no palco do Teatro da Escola Sesc, em Jacarepaguá, com o Grupo 2, formado por estudantes do 7º ao 9º do Ensino Fundamental, Educação Especial e Educação de Jovens e Adultos, subindo ao palco. Os vencedores foram: Escola Municipal Pixinguinha com a canção ‘Negro de Raiz’, em primeiro lugar; Escola Municipal Telêmaco Gonçalves Maia com a música ‘Partido alto do Meio Ambiente’, em segundo lugar; e Escola Municipal Pedro Aleixo com ‘Princesa Negra’, em terceiro lugar.

Escola Municipal Pixinguinha fica em primeiro lugar no Festival da Canção da SME neste dia 17/10
Telêmaco Gonçalves Maia – por Renato Gonçalves
Escola Municipal Pixinguinha fica em primeiro lugar no Festival da Canção da SME neste dia 17/10
Escola Municipal Pedro Aleixo – por Renato Gonçalves

No total, cerca de 950 alunos, acompanhados de seus 50 professores, soltaram as vozes e apresentaram seus talentos nesta 31ª edição do Fecem. Inspirados pelo tema “Cantos, encantos de um mundo sustentável” – uma homenagem a Antônio Carlos Jobim e Jackson do Pandeiro – os estudantes da Educação Infantil, Ensino Fundamental, Educação Especial e Educação de Jovens e Adultos levantaram a plateia com apresentações criativas. Na grande final da 31ª edição do Fecem, 22 escolas municipais, que ganharam as etapas locais e regionais, representaram as 11 Coordenadorias Regionais de Educação.

Escola Municipal Pixinguinha fica em primeiro lugar no Festival da Canção da SME neste dia 17/10

Escola Municipal Pixinguinha fica em primeiro lugar no Festival da Canção da SME neste dia 17/10
Escola Municipal Paraguai – Renato Gonçalves

A disputa aconteceu em duas etapas. A primeira foi realizada na quarta-feira, dia 16/10, para as crianças menores. Escola Municipal Paraguai, localizada em Marechal Hermes, foi a vencedora do primeiro dia de apresentações com a música ‘Reciclagem da Paraguai’. A unidade competiu no Grupo 1, formado por alunos da Educação Infantil, 1º ao 6º do Ensino Fundamental e Educação Especial. O segundo lugar ficou com a Escola Municipal Átila Nunes com a canção ‘Quem sou eu’, seguida da Escola Municipal Presidente Gronchi com ‘Pense bem pelo mundo’.

Escola Municipal Pixinguinha fica em primeiro lugar no Festival da Canção da SME neste dia 17/10
Escola Municipal Átila Nunes – por Renato Gonçalves
Escola Municipal Presidente Gronchi
Escola Municipal Presidente Gronchi – Renato Gonçalves

O Fecem é uma iniciativa da Coordenação de Projetos de Extensão Curricular da Secretaria Municipal de Educação. O projeto permite que os alunos vivenciem todas as etapas de um processo de produção artística, desde a pesquisa sobre o tema e o artista homenageado, como a criação da canção até sua apresentação para o público, passando pelos ensaios, produção de arranjos, preparação vocal e instrumental, dinâmica de palco e elaboração de figurino.

Escola Municipal Pixinguinha fica em primeiro lugar no Festival da Canção da SME neste dia 17/10Um dos talentos descobertos pelo Fecem é Isadora Machado, mais conhecida como Malía. A cantora de 20 anos é ex-aluna da Escola Municipal Albert Einstein, na Barra da Tijuca. Na unidade de ensino da Prefeitura do Rio, a então adolescente tinha aulas de música e foi incentivada por uma das professoras para participar do Festival. Pisando pela primeira vez em um palco, Malía foi eleita a melhor intérprete da edição de 2012. Recentemente a cantora foi destaque do Espaço Favela no Rock in Rio 2019.

Neste ano, o festival mobilizou 156 escolas e mais de 6.500 pessoas, dentre elas os alunos instrumentistas, compositores, cantores e também os professores, produzindo um rico material com base em canções dos artistas homenageados.

O Festival contou com uma Comissão Avaliadora composta por especialistas em educação, música e pesquisador de talentos. Entre eles estão: Luiz Aragão, musicoterapeuta; Tatiana Moraes, pesquisadora de talentos; Júlia Maria Ramos, professora de Artes Visuais da Rede Municipal; Gabriel Viola, músico; e Gina de Paula Bernadino Capitão, professora de Língua Portuguesa da Rede Municipal. Para escolher a melhor apresentação, o júri vai avaliar a autonomia, melodia, letra, execução, afinação, harmonia, comunicação com o público e trabalho pedagógico de cada grupo.