Dinheiro da Lava-Jato volta aos cofres do Município do Rio e será usado na Educação

Publicado em 11/09/2019 - 19:44 | Atualizado em 11/09/2019 - 20:50
Aluno almoça em escola da rede municipal do RioAluno almoça em escola da rede municipal do Rio. Foto: Hélio Melo/Prefeitura do Rio
O juiz federal Marcelo Bretas autorizou a devolução de R$ 8,429 milhões, resgatados pela Operação Lava-Jato, aos cofres públicos do Município do Rio de Janeiro. O dinheiro foi recuperado em investigações sobre desvios do BRT Transbrasil e Transcarioca.
Os recursos serrão utilizados agora no programa Sábado Carioca, de reforço escolar e distribuição de merenda para alunos da rede municipal de ensino.
Essa, porém, é apenas uma parcela do que deve retornar à Prefeitura do Rio, uma vez que o restante ainda se encontra em apuração.  Na decisão, Bretas também afirma que o Município foi lesado por ações de réus nos processos decorrentes das operações “Rio 40 Graus” e “Mãos à Obra”.