Creche Raízes do Salgueiro, na Tijuca, é reaberta após passar por revitalização

Publicado em 22/02/2022 - 12:32 | Atualizado em 22/02/2022 - 12:58
A creche Raízes do Salgueiro atende 125 crianças, do berçário até 3 anos - Beth Santos/Prefeitura do Rio

O secretário municipal de Educação, Renan Ferreirinha, reinaugurou, na manhã desta terça-feira (22/2), a Creche Municipal Raízes do Salgueiro, na Tijuca, Zona Norte da cidade. O espaço, que passou por uma revitalização, conta agora com novos brinquedos no parquinho, cobertura do pátio externo e uma brinquedoteca. A unidade atende a 125 crianças, do berçário até os três anos.

– Esta é uma creche muito importante para toda a comunidade do Morro do Salgueiro. No ano passado, identificamos diversos desafios de infraestrutura aqui na unidade e começamos um processo de investimento muito forte. Agora, é muito especial ter de volta este equipamento, para os responsáveis e para as 125 crianças – disse o secretário Renan Ferreirinha, ressaltando que a meta é chegar a 2024 com um total de 22 mil novas vagas abertas nas creches.

As obras duraram quatro meses e foram realizadas pela Secretaria Municipal de Infraestrutura, Geo-Rio e Rio-Urbe. Os órgãos fizeram a recuperação do muro de contenção e do muro lateral, além de troca de telhas, pintura externa e interna, reorganização do pátio interno e troca de luminárias.

A Secretaria Municipal de Educação trabalha para ampliar o atendimento nas creches da cidade. Desde o ano passado, já foram abertas mais de oito mil novas vagas, aumentando a capacidade de atendimento para 92 mil crianças. Muitas dessas vagas abertas vieram de novas parcerias.

Mães e responsáveis elogiam iniciativa da Prefeitura

Moradora do Morro do Salgueiro há 25 anos, a professora Fabiane de Oliveira Canuto é quem leva para a creche os netos: os irmãos Bryan Victor, de um ano, e Yan Victor, de dois, além de Maria Gabriela, também de dois anos.  Ela conta que a reabertura da creche Raízes do Salgueiro vai possibilitar que filha e nora possam sair para trabalhar sem ter que ficar se preocupando em arrumar atividades para as crianças dentro de casa.

– Morria de medo de a creche acabar. Vejo aqui um ponto de apoio para os pais e para as crianças da comunidade, porque um café da manhã e um almoço na hora certa fazem diferença na vida delas. Além disso, é um local apropriado para os meus netos brincarem, aprenderem e terem contato com outras crianças da mesma idade. Em casa, eles ficam muito ociosos porque, na maioria das vezes, não podem brincar na rua devido à violência.

Claudiana da Silva de Souza também comemorou a volta das atividades na da creche Raízes do Salgueiro após as obras. Ela explica que, como não tinha com quem deixar a filha Ayla da Silva, de 3 anos, teve que ficar esse tempo todo em casa, sem poder trabalhar.

– Por conta da pandemia, fiquei dois anos tentando colocar minha filha na creche, mas não consegui. Agora, finalmente, arranjei uma vaga aqui. Devido a isso, estou sem trabalhar e agora vou poder procurar um emprego. Esta creche tem um papel maravilhoso no aprendizado dela, dando base para que, no ano que vem, tenha condições de ir para uma escola.

 

A creche ganhou brinquedos novos no lado de fora e uma brinquedoteca no pátio interno – Beth Santos/Prefeitura do Rio
  • 22 de fevereiro de 2022