Alunos da Prefeitura do Rio são premiados na ABL em concurso de redação sobre Monteiro Lobato

Publicado em 09/12/2019 - 12:33 | Atualizado em 09/12/2019 - 14:16
  • Início/
  • /
  • Alunos da Prefeitura do Rio são premiados na ABL em concurso de redação sobre Monteiro Lobato
Alunos da Prefeitura do Rio são premiados na ABL em concurso de redação sobre Monteiro Lobato

Alunos da rede municipal escreveram mais um capítulo de suas histórias de vida durante a premiação do concurso Ciranda com Autores, da Secretaria Municipal de Educação (SME) do Rio em parceria com a Academia Brasileira de Letras (ABL). Nesta quarta-feira, 4/12, foram premiados 23 alunos do 4º ao 9º ano e do Ensino de Jovens e Adultos de todas as regiões da cidade, que ganharam leitores digitais, kit de livros e certificados. O projeto é promovido anualmente pela Gerência de Leitura da SME e, além do concurso que redação, oferece visita de autores imortais da ABL em centros culturais e escolas municipais, além da realização de atividades pedagógicas nas unidades escolares envolvendo o autor homenageado do ano. Neste ano, o escolhido foi Monteiro Lobato.

Alunos da Prefeitura do Rio são premiados na ABL em concurso de redação sobre Monteiro LobatoO acadêmico Evanildo Bechara, ocupante da cadeira nº 33 da Casa Machado de Assis, aplaudiu o resultado do projeto, realizado há mais de 10 anos na rede municipal de Ensino.

— A ABL é o resultado de jovens, como vocês. Todo escritor que é imortal hoje teve a idade de vocês e começou a idade de vocês. Este ano é mais um ano de vitórias do Ciranda com Autores, dessa amizade e da junção de esforços entre a SME e nós da Academia — disse Bechara.

A auxiliar de serviços gerais, de 42 anos, e aluna do Centro de Referência da Educação de Jovens e Adultos, no Centro do Rio, Priscila da Silva dos Santos, se emocionou com mais uma conquista na sua formação. A primeira foi ter voltado a estudar, após quase 30 anos longe da escola. Seu texto foi baseado em sua história de vida.

Alunos da Prefeitura do Rio são premiados na ABL em concurso de redação sobre Monteiro Lobato

— Depois da leitura do conto “Negrinha” pela minha professora, me identifiquei bastante com a personagem, abusada física e psicologicamente pela família. Não foi fácil escrever o que vivi e não acreditei quando meu texto foi escolhido. Também não é fácil estudar na minha idade, com três filhos e moradora de outra cidade, São João de Meriti. Mas se eu venci isso, vou vencer na vida também. Quero ser professora de História — contou a aluna da professora de Português, Ângela Gonçalves, ao lado do gramático e imortal da ABL, Evanildo Bechara. Também foi premiado o aluno do EJA César William por uma crônica inspirada no livro “Urupês”.

Alunos da Prefeitura do Rio são premiados na ABL em concurso de redação sobre Monteiro Lobato

A cerimônia também foi brindada com duas apresentações artísticas de alunos da rede: “O Rap do Lobato”, cantado pelos alunos da Escola Municipal Bahia, em Bonsucesso, e a peça “Memórias de Emília”, dos estudantes da Escola Municipal Olímpica Carioca Coelho Neto, em Ricardo de Albuquerque, uma adaptação moderna do livro do imortal considerado pai da literatura infantil no Brasil. A professora Lúcia Bacelo, representante do Gabinete da Secretaria Municipal de Educação, destacou a importância da leitura para o desenvolvido educacional.

— A literatura tem, na vida dos nossos alunos, papel fundamental. Para escrever bem tem que ler muito. E não faltam histórias escritas por nossos alunos. A SME apoia e incentiva essa ação tão importante para as escolas da rede.

A seleção das redações ocorreu em diferentes etapas: local, regional e municipal. Os textos foram lidos por professores, diretores de escolas, servidores das 11 Gerências de Educação das Coordenadorias Regionais de Educação da SME, funcionários do Nível Central da Prefeitura e imortais da ABL. Para Lúcia Venina, que representou o presidente da ABL, o imortal Arnaldo Niskier, os próprios acadêmicos se surpreenderam com a qualidade dos textos escritos pelos alunos.

— Foi uma surpresa maravilhosa os textos que recebemos. Os alunos da rede municipal escrevem muito bem. Esse resultado é altamente gratificante e fruto das leituras que vocês fizeram. Leiam. Quem lê tem domínio do conhecimento. E conhecimento é poder.

  • 9 de dezembro de 2019