Cidade do Rio gerou 71,8 mil novos postos de trabalho formais em 2023 e 258,3 mil nos últimos três anos

Publicado em 06/02/2024 - 07:00 | Atualizado em 06/02/2024 - 18:48
Trabalhador segura carteira profissional - Marcos de Paula / Prefeitura do Rio

A cidade do Rio gerou 71,8 mil novos empregos formais em 2023, o que corresponde a 44,7% do total de novos postos de trabalho do estado, e 4,8% das vagas criadas no Brasil no ano passado. Ao todo, 71,9% foram no setor de serviços, 11,3% na construção, 9,8% no comércio e 7% na indústria.

Nos últimos três anos (2021-2023), foram criados 258,3 mil postos de trabalho no Rio, o que corresponde a 48,2% dos novos empregos fluminenses e 4,1% das vagas brasileiras abertas. Desse total, 74,9% foram no setor de serviços, 10,7% no comércio, 8,9% na construção, e 5,5% na indústria.

Os dados, do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), do Ministério do Trabalho e Emprego, foram compilados e divulgados pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Econômico.

Para Chicão Bulhões, secretário municipal de Desenvolvimento Urbano e Econômico do Rio,
as altas taxas são uma resposta aos incentivos da Prefeitura do Rio a novos investimentos e à
atração de empresas para a cidade:

– A Prefeitura vem investindo na geração de maior segurança no ambiente de negócios para os empreendedores e em incentivos tributários. Logo, isso se reflete em mais empresas, investimentos e, claro, em abertura de novos postos de trabalho no Rio, gerando emprego e renda para os cariocas, que é o que a gente busca e quer ver como resultado.

Tanto no acumulado do triênio 2021-2023, quanto no ano passado, o Rio foi a segunda capital que mais gerou empregos formais no país.

  • 6 de fevereiro de 2024
  • Pular para o conteúdo