Formação de bombeiro civil oferecida pela Prefeitura dá empregos mesmo em meio à pandemia

Publicado em 05/08/2020 - 08:41 | Atualizado em 05/08/2020 - 13:42
Pessoas que estavam sem trabalho ou em subemprego relatam ter conseguido uma colocação graças à iniciativa da SMDEI. Foto: Divulgação

A prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento, Emprego e Inovação (SMDEI), ofereceu curso de Bombeiro Profissional Civil, e quem se dedicou ao aprendizado e aperfeiçoamento dessa profissão só tem o que comemorar. Mesmo durante a pandemia, muitos conseguiram emprego e estão animados com a atividade.
O subsecretário de Trabalho e Qualificação, Leandro Pereira, ressalta a importância de a Prefeitura disponibilizar essas oportunidades.

– Não é de hoje que sabemos que o mercado de trabalho está exigente, por isso é tão importante investir na qualificação profissional – reforça o subsecretário.

Adeus à informalidade

Casado, sem filhos, para Thiago Izidoro Pereira, de 23 anos, a oportunidade de se qualificar em um curso oferecido pela SMDEI marcou uma mudança importante na vida.

– Fiquei muito feliz de fazer o curso, gratuitamente e, agora ter salário certo, que é bem melhor. Antes, trabalhava como motorista de aplicativo, sem uma renda fixa – conta Thiago, que foi um dos primeiros colocados no curso de Bombeiro Profissional Civil e está trabalhando desde abril na função.

A profissão de Bombeiro Civil vai ser o ponto de partida de uma carreira promissora para Taíssa Rebeca Conceição Lima, que estava desempregada há um ano. Ela concluiu o curso e também começou a trabalhar em abril.
– O curso me deu abertura em um mercado de trabalho difícil de se iniciar sem experiência. Gosto da profissão e futuramente pretendo fazer o concurso pro Bombeiro Militar – complementa.

 

Mesmo durante a pandemia, muitos conseguiram emprego e estão animados com a atividade. Foto: Divulgação

 

Melhorando o currículo

A iniciativa da SMDEI de oferecer curso de Bombeiro Profissional Civil foi uma chance para quem buscava melhorar o currículo e abrir novas portas no mercado de trabalho. Foi assim para o vigilante Bruno Santiago de Jesus, de 41 anos.

– Aproveitei a oportunidade para ter mais uma profissão, aumentar minha qualificação e poder ampliar minha atuação e melhorar o orçamento. Fui contratado em abril, em meio à essa pandemia e estou muito feliz – contou Bruno.

A busca por mais uma formação, também, levou Márcio de Souza Rodrigues para o curso. Militar da Reserva da Marinha do Brasil, pai de três filhos, ele estava há dois anos parado.

– Me senti gratificado por ter tido apoio da prefeitura na consolidação dessa formação de Bombeiro Civil e oportunamente complementar renda familiar extremamente necessária nesse momento da economia, como também dessa crise sanitária, onde o desemprego foi notório – finalizou Márcio.

Como foi o curso? 

O conteúdo foi construído com base na realidade das atividades práticas de um bombeiro profissional civil, com aulas teóricas e práticas. Foram 80 horas de capacitação até o participante receber o certificado de capacitação de Bombeiro Profissional Civil.

Mil e uma utilidades

O bombeiro civil é o profissional que protege pessoas e patrimônios — conjuntos residenciais, hotéis, empresas, indústrias, faculdades, lojas, shopping centers e agências bancárias — contra riscos de incêndios, vazamentos e outros acidentes. Além disso, ele é responsável por testar equipamentos de segurança e pelo treinamento de equipes e brigadas que atuam em situações de emergência.

Também realiza salvamentos e presta primeiros socorros. Em determinadas situações, é o responsável por controlar a ocorrência até a chegada dos bombeiros ou da polícia. E poderá atuar em diversos locais, como conjuntos residenciais, hotéis, empresas, indústrias, faculdades, lojas, shopping centers e agências bancárias.