Município recupera todos os empregos formais perdidos na pandemia

Publicado em 03/05/2022 - 07:21 | Atualizado em 03/05/2022 - 08:20
emprego, trabalho, vagas, bartender, auxiliar de restaurante, atendente de barO comércio recuperou todos os empregos perdidos em novembro de 2021 - Marcos de Paula/Prefeitura do Rio

 A cidade do Rio recuperou todos os mais de 118 mil empregos formais perdidos durante a pandemia de Covid-19 e apresenta um saldo positivo de 5,8 mil novos postos de trabalho. Os dados estão na quarta edição deste ano do Boletim Econômico do Rio, publicação mensal da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Simplificação (SMDEIS).

Os empregos foram fechados no início da crise sanitária, entre março e agosto de 2020. A cidade começou a se recuperar em setembro, fechando o ano com um déficit de 92,3 mil vagas formais. Em 2021, com a vacinação avançando e a implementação de medidas de estímulo pelo Município, a economia reagiu, resultando na geração de 82,5 mil novas vagas Os sinais de recuperação continuaram, tendo fevereiro encerrado com saldo positivo de 15,8 mil postos de trabalho. O mês de março inicia com 5,8 mil empregos a mais em relação ao período pré-pandêmico.

– Sabíamos que o maior desafio do Poder Público seria atenuar os impactos econômicos da pandemia. Por isso, implementamos medidas como o Crédito Carioca, Auxílio Empresa Carioca e Auxílio Ambulante do Carnaval de Rua, que buscaram sobretudo evitar a perda dos meios de subsistência do trabalhador carioca. Em paralelo, procuramos assegurar que investimentos seguissem sendo feitos na Cidade, formulamos políticas públicas como o Licenciamento Integrado (Licin), Porto Maravalley, Programadores Cariocas, Bolsa Verde Rio e a Lei de Liberdade Econômica. O nosso foco sempre foi de fortalecer a economia e gerar empregos – explicou o secretário Thiago Dias.

 

O setor de serviços, após atingir o pico de empregos perdidos em setembro de 2020 (-81,5 mil), apresentou uma geração positiva de 1,8 mil novos empregos em fevereiro de 2022. Já o comércio recuperou todos os empregos perdidos em novembro de 2021, enquanto a indústria recuperou em outubro do mesmo ano.

Na análise por gênero, as mulheres recuperaram todos os empregos formais perdidos, após o pico em agosto de 2020 (-44,5 mil), e acumulam uma geração positiva de 18,9 mil vagas. Já os homens, que chegaram a perder 74,1 mil empregos entre março e agosto de 2020, ainda não recuperaram todas as vagas. Em fevereiro de 2022, o resultado ainda era de -13,1 mil, no acumulado desde março de 2020.

Na análise por nível de escolaridade, os empregos formais com ensino médio completo e superior incompleto, já recuperaram todos os empregos perdidos com a pandemia. Assim como as microempresas.

Nos últimos 12 meses terminados em fevereiro de 2022, o Indicador de Atividade Econômica do Rio (IAE-Rio), índice oficial desenvolvido pela SMDEIS, refletiu um crescimento, em termos reais, de 5,7%, mostrando a recuperação da economia carioca ao longo dos últimos meses. A taxa de inflação no Rio nos últimos 12 meses terminados em março de 2022 foi de 11,0%, próximo da inflação brasileira (11,3%).