Cidade do Rio ganhou 43 mil novos empregos formais em 2021

Publicado em 20/10/2021 - 07:14 | Atualizado em 20/10/2021 - 15:21
SMDEI encaminha para vagas de emprego. Foto: Marcelo Piu/ Prefeitura do RioSMDEI encaminha para vagas de emprego. Arquivo/ Prefeitura do Rio

Os números comprovam que o melhor plano para retomada econômica é a vacina. De janeiro a agosto de 2021, a cidade do Rio gerou 43,2 mil novos empregos, sendo 33% em agosto e mais de 80% nos últimos quatro meses, acompanhando o avanço da vacinação na cidade. O setor de serviços foi o que mais criou postos de trabalho: 33 mil. A título de comparação, no mesmo período do ano passado foram 124,5 mil empregos a menos.

 

– A expectativa de um segundo semestre melhor para a economia está se concretizando. Com o avanço da vacinação, podemos voltar a pensar nos grandes eventos como réveillon e carnaval, que vão aquecer ainda mais o mercado carioca – afirmou o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Simplificação, Chicão Bulhões.

 

Os números retratam a retomada econômica da cidade, que ainda se recupera do forte baque causado pela pandemia. O Indicador de Atividade Econômica do Rio (IAE-Rio), elaborado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Simplificação (SMDEIS), cresceu 4,0% em julho, em comparação com o final de 2020. Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, o IAE-Rio cresceu 7,2%.

Com a aceleração da vacinação, as perspectivas para a economia brasileira e carioca estão melhorando. Para o ano de 2021, estimativas preliminares da SMDEIS indicam que o PIB do município do Rio deve crescer 5,1%, em termos reais, após a forte queda de 2020, estimada em -5,7%.

A taxa de inflação no Rio nos últimos 12 meses terminados em agosto foi de 8,7%, se mantendo abaixo da taxa nacional (10,2%). A alta dos preços no Rio foi puxada principalmente pela alta de 15,0% na alimentação do domicílio e de 12,2% nos preços administrados (como gasolina, gás e energia elétrica).