Prefeitura inaugura Areninha Sandra Sá, em Santa Cruz

Publicado em 18/11/2022 - 13:38 | Atualizado em 18/11/2022 - 15:28
O espaço, fundado em 2004, recebeu aporte de R$ 2,5 milhões, remodelando completamente a antiga lona - Gui Espíndola/Prefeitura do Rio

O secretário de Cultura, Marcus Faustini, a secretária de Infraestrutura, Jessick Trairi, e o presidente da Rio-Urbe, Rafael Salgueiro, participaram, nesta sexta-feira (18/11), da inauguração da Areninha Sandra Sá, em Santa Cruz, na Zona Oeste da cidade. O espaço, fundado em 2004, recebeu um aporte de R$ 2,5 milhões, remodelando completamente a antiga lona, inclusive com melhoria da acessibilidade e tratamento acústico.

 

– Houve gente que pediu para tirar a Lona Cultural daqui e levar para o centro de Santa Cruz, como se não pudesse haver espaço cultural em comunidade. Não só vamos ficar aqui como também a Secretaria Municipal de Cultura vai injetar R$ 1,5 milhão na Zona de Cultura Santa Cruz já agora para ações culturais locais e criação de calendário. Espaço cultural tem que ser bem usado, tem que ter atividade todo dia, relação com as escolas do entorno, melhorar a vida das nossas crianças e juventude. O objetivo da cultura é transformar vida e regiões. Cultura não é só entretenimento – afirmou o secretário Marcus Faustini, que é de Santa Cruz.

 

Até 2024, a Prefeitura vai transformar todas as seis lonas em areninhas culturais. O objetivo é viabilizar mais acessibilidade, diálogo com o território e melhorias de infraestrutura. O processo de modernização desses equipamentos culturais começou por Santa Cruz. As próximas serão a Lona João Bosco, em Vista Alegre, e a Lona Herbert Vianna, na Maré, ambas na Zona Norte.

 

– Ela (Sandra) quer estar junto em tudo que ocorrer aqui, de evento beneficente a grandes shows, uma funcionária pública a serviço da cultura e da Areninha que leva o nome dela – garantiu Jorge Sá, filho da cantora Sandra Sá.

 

Para transformar o espaço em Areninha foi preciso substituir a lona por uma estrutura de material termo acústico, garantindo mais qualidade tanto para o público quanto para o artista, com ambiente climatizado e isolamento acústico, uma vez que as lonas geralmente estão instaladas em áreas residenciais. Além disso, a estrutura possibilita mais acessibilidade, com a instalação de um elevador.

 

– Nós reestruturamos toda a lona, transformando em areninha. Fizemos com estruturas metálicas, fechamento com telhas, climatizamos o espaço e fizemos obras de acessibilidade. Tudo isso vai trazer um conforto para quem vier assistir aos espetáculos na areninha Sandra Sá – disse Jessick Trairi.

 

Até 2024, a Prefeitura vai transformar todas as seis lonas em areninhas culturais – Gui Espíndola/Prefeitura do Rio

 

Também foi inaugurado o Espaço de Leitura Moacyr Teixeira (1931-1996), em homenagem ao autor de teatro nascido e criado em Santa Cruz, que assina diversas obras, entre elas “Ressurreições”, “A Abóbora de Ouro” e “O Bicho Homem”. Influenciado principalmente por autores brasileiros como Ariano Suassuna, Gianfrancesco Guarnieri, Plínio Marcos, entre outros, escreveu e dirigiu também espetáculos de humor no formato de esquetes, quase todos com críticas à situação social e política do bairro de Santa Cruz.

A programação na nova areninha também teve contação de histórias e o espetáculo “Passarinhando”, com poemas de Carlos Drummond de Andrade, Manuel Bandeira, Mario Quintana e Caio Fernando Abreu.

Alcione em bairros das zonas Norte e Oeste

Uma das principais atrações desse primeiro dia de funcionamento do novo espaço é o show da cantora Alcione, às 19h.

Dona de uma voz inconfundível, 42 discos e um Grammy Latino (melhor álbum de samba/pagode, 2003), Alcione faz 50 anos de carreira em 2022 e uma parte das comemorações terá 13 shows gratuitos nas zonas Norte e Oeste do Rio, além de uma sessão extra como contrapartida na Sala Baden Powell, em Copacabana. A turnê tem patrocínio da Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Cultura. Sempre a partir das 19h, com ingressos viabilizados três dias antes no Sympla.

Por iniciativa da Secretaria Municipal de Cultura, em parceria com a equipe da Marrom, será aberto um chamado para artistas locais interessados em cantar com Alcione no dia da apresentação em seu bairro. A ideia é selecionar um artista por show e oferecer ajuda de custo de R$ 2,5 mil, cada.

Informações sobre links para retirada de ingressos no Instagram (@cultura_rio).

  • 18 de novembro de 2022
  • Skip to content