Prefeito participa da cerimônia de abertura da Bienal Internacional do Livro

Publicado em 03/12/2021 - 15:28 | Atualizado
Bienal do Livro, Riocentro, Eduardo PaesPaes: 'O Brasil precisa cada vez mais apostar na leitura' - Beth Santos/Prefeitura do Rio

O prefeito do Rio, Eduardo Paes, e os secretários de Cultura, Marcus Faustini, e de Educação, Renan Ferreirinha, participaram nesta sexta-feira (3/12) da cerimônia de abertura da Bienal Internacional do Livro, no Riocentro, na Barra da Tijuca, que acontece até 12 de dezembro. A Bienal chega à sua 20ª edição seguindo todos os protocolos sanitários, com limite de capacidade de público por turno e necessidade da apresentação de comprovante de vacinação, além de uso obrigatório de máscara. A Prefeitura do Rio participa da programação com ações de diversas secretarias em dois estandes, além do incentivo à leitura, com a distribuição de mais de R$ 12 milhões em cartões para compra de livros para alunos, professores e as 1.561 unidades da Rede Municipal.

 

– Em nome dos cariocas, quero me desculpar com quem organiza a Bienal pelos absurdos que aconteceram em 2019, em termos de preconceito, intolerância e censura inaceitáveis no nosso país. O Brasil precisa cada vez mais apostar na leitura, e o Rio está fazendo isso – destacou o prefeito Eduardo Paes.

 

Na cerimônia de abertura, também participaram nomes da literatura, como o escritor Zuenir Ventura, homenageado pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL) e pela organização da Bienal por ter marcado presença em toda a história do festival. A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Carmen Lúcia também foi homenageada com a entrega do Prêmio José Olympio, que desde 1983 reconhece personalidades e instituições com notáveis contribuições em prol do mercado editorial brasileiro. Com seu voto no STF, a ministra garantiu aos autores do país a plena liberdade de publicar biografias não autorizadas. A expectativa é que 400 mil pessoas passem pelos estandes de 85 editoras e 140 selos, distribuídos em três pavilhões do Riocentro durante os 10 dias.

 

Alunos, professores e unidades da Rede terão cartões para a compra de livros

Todos os 40.700 alunos da Rede Municipal de Educação que vão visitar a Bienal irão receber um cartão de R$ 20 para compra de livros. Os 34.667 professores da Rede também foram presenteados com um cartão para compras de livros no valor de R$ 200, que poderão ser adquiridos no evento ou na loja online.

Também serão disponibilizados, às 1.561 unidades administrativas (escolas, creches e núcleos de extensão), cartões para compra de livros para seus respectivos acervos, com valores que variam de R$ 1.000 a R$ 1.600. Ao todo, são mais de R$ 12 milhões destinados nessa ação da Secretaria Municipal de Educação (SME).

 

– A Bienal é o quarto maior evento da cidade do Rio de Janeiro, só perde para Ano Novo, Carnaval e Rock in Rio. Para a gente da Educação, é o mais importante de todos, disparado. Um espaço não só de sonhar, mas de realizações – declarou o secretário de Educação, Renan Ferreirinha.

 

A SME também terá um estande de 100 m², localizado no Pavilhão Laranja (D 3 a C 2). A programação inclui rodas de conversa, entrevistas, contação de histórias, oficinas e, entre os convidados especiais, estão os escritores Otávio Júnior, Aline Pachamama, Sônia Travassos e Carmem Moreira, além de professores e representantes de áreas especiais da secretaria.

 

Estande da Prefeitura tem foco em literatura negra

 

Montado no Pavilhão Azul (F02 a G03) em 100 m², um dos estandes da Prefeitura é uma arena para receber artistas, pais, educadores, pesquisadores, estudiosos, contadores de histórias, mediadores de leitura e autores. No espaço, a Secretaria Municipal de Cultura promove a 29ª edição do festival Paixão de Ler, convidando nomes da literatura negra que tratam de identidades, representatividades e ancestralidade, de Babu Santana a Conceição Evaristo, passando por Helena Theodoro, Anjinho do Flamengo e Zezé Motta, entre outros.

 

Com capacidade para até cem pessoas, o estande também será ocupado por ações das secretarias da Mulher, da Juventude e de Governo e Integridade Pública (Fundação Planetário, Riofilme, Diversidade Sexual e Igualdade Racial), que se alternam no período de funcionamento: das 10h às 22h.

 

– A Cultura marca presença na Bienal com o estande Paixão de Ler completamente dedicado ao debate da literatura infanto-juvenil negra. Também estamos abrigando atividades de outras secretarias. Com isso, demonstramos que a Prefeitura é aliada do livro, e que a Bienal é um dos maiores ativos culturais da nossa cidade, que deve ser apoiada porque, além de tudo, gera inclusão, empregos, renda e desenvolvimento – afirmou o secretário de Cultura, Marcus Faustini.

 

A abertura será com uma homenagem à escritora carioca Sonia Rosa, conhecida por sua literatura negroafetiva para crianças e jovens, entre elas a coleção “Lembranças africanas” (Pallas Editora), iniciada em 2004. Depois da Bienal, o festival Paixão de Ler se estende para o Museu da História e Cultura Afro-Brasileira (Muhcab), na Gamboa, e em mais 16 equipamentos culturais da SMC, de 16 a 19 de dezembro.

Entre os destaques da programação no estande da Bienal, estão as intervenções artísticas seguidas de debates promovidas pela JUVRio, em temas como sistema prisional e arte rompendo barreiras. Já a Secretaria Especial de Políticas e Promoção da Mulher propõe diálogos entre gerações de escritoras e artistas negras, uma dinâmica de escrita criativa para o público. Entre as dinâmicas da Coordenadoria Executiva de Promoção da Igualdade Racial haverá roda de conversa com crianças de terreiros sobre suas vivências dentro e fora da escola. Já a Fundação Planetário da Cidade promoverá seis encontros no espaço, com debates de temas como astronomia decolonial.

 

Serviço

 

Secretaria Municipal de Cultura – Estande Paixão de Ler: F02/G03, Pavilhão Azul. De 3 a 12/12, das 10h às 22h. A programação será divulgada no site rio.rj.gov.br/web/smc e nas redes sociais (@cultura_rio).

Secretaria Municipal de Educação – Estande: D3/C2, Pavilhão Laranja. Horário de Funcionamento: sextas: 9h às 22h; sábados e domingos: 10h às 22h; segunda a quinta: 9h às 21h. A programação será divulgada no site rio.rj.gov.br/web/sme e nas redes sociais (@sme_carioca / @smecariocarj).

 

20ª Bienal Internacional do Livro Rio

Riocentro – Avenida Salvador Allende, 6.555, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, RJ;

Data: 03 de dezembro a 12 de dezembro de 2021;

Horários: sextas: 9h às 22h; sábados e domingos: 10 às 22h; segunda a quinta: 09h às 21h;

Ingresso: R$ 40 (inteira)/ R$ 20 (meia-entrada);

Compra online: https://www.bienaldolivro.com.br/;

Compra no local: bilheterias estarão disponíveis com ingressos limitados à venda;

Uso de máscara será obrigatório, assim como comprovante de vacinação.

 

  • 3 de dezembro de 2021