Secretaria Municipal de Conservação faz operação para tapar buraco em 15 áreas do Rio

Publicado em 15/10/2021 - 19:41 | Atualizado
asfaltoAção de tapa-buraco na Avenida Epitácio Pessoa - Rodrigo Andrade / Prefeitura do Rio

A Secretaria Municipal de Conservação promoveu mais uma série de ações de tapa-buraco no Rio de Janeiro, atendendo a demandas da população via Central 1746. Diferentemente dos mutirões realizados em agosto e setembro, que englobaram a cidade como um todo, a força-tarefa ficou concentrada em 15 áreas com grande número de chamados: Gávea, Jardim Botânico e Lagoa, na Zona Sul; Grajaú, Tijuca, Marechal Hermes, Anchieta, Ricardo de Albuquerque, Ramos, Bonsucesso, Maré e Ilha do Governador, na Zona Norte; Praça Seca, Vila Valqueire e Campo Grande, na Zona Oeste.

O serviço ocorreu na quarta-feira (13/10) e, ao fim do dia, foram fechados 1.563 buracos. Outra novidade desta edição foi a atuação dos calceteiros no Jardim de Alah, entre os bairros de Ipanema e do Leblon, na Zona Sul. Nesse local, o serviço era de recuperação do piso em pedras portuguesas do entorno.

A secretária de Conservação, Anna Laura Secco, destacou a importância de mutirões desse tipo:

 

– Nossas equipes não param, zelamos 24 horas pela cidade para que a população possa circular com tranquilidade. Atuamos todos os dias, claro, mas essas grandes ações são planejadas como forma de eliminar, com precisão, pontos críticos que afetam a rotina das pessoas.

 

As usinas do Caju e de Campo Grande trabalharam desde as 7h para produzir 289,1 toneladas de massa asfáltica, transportadas em caminhões pelas equipes das Gerências de Conservação envolvidas no serviço. Cada time era composto por rasteleiros, operadores de máquinas, motoristas, serventes e encarregados. A função de rasteleiro é fundamental no tapa-buraco, pois é esse profissional que espalha manualmente a massa asfáltica e garante um bom acabamento para que ela seja compactada.

O passo a passo do tapa-buraco:

– Primeiro, é feita a marcação no chão para sinalizar a área onde será executado o serviço;

– Depois, é aplicada uma pintura de ligação, a fim de garantir a aderência entre o asfalto novo e o antigo;

– Em seguida, é colocada a massa asfáltica;

– Por último, entra em cena o rolo compactador, para selar a superfície e dar acabamento.

 

asfalto
Tapa-buraco em Ipanema – Rodrigo Andrade / Prefeitura do Rio

 

asfalto
Tapa-buraco na Rua Garibaldi – Carla Montenegro / Prefeitura do Rio
  • 15 de outubro de 2021