Prefeitura retira construções irregulares em Santa Cruz

Publicado em 31/05/2021 - 13:57 | Atualizado
As 18 construções irregulares foram destruídas na operação - Marcelo Piu/Prefeitura do Rio

A Prefeitura, por meio de ação conjunta da Secretaria Municipal de Conservação (Seconserva) com  a Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) e a Subprefeitura da Zona Oeste, demoliu nesta segunda-feira (31/05) 18 construções irregulares em Santa Cruz, Zona Oeste da cidade. Todas haviam sido erguidas em área pública destinada à implantação de logradouro.

A operação foi acompanhada pela secretária de Conservação, Anna Laura Secco, pelo secretário de Ordem Pública, Brenno Carnevale, e pelo subprefeito da Zona Oeste, Edson Menezes.

A equipe da Coordenadoria Técnica de Operações Especiais (Coope), vinculada à Seconserva, atuou às margens da Avenida Cesário de Melo. Do total de edificações sem licença, três serviam para atividade comercial e foram desocupadas, enquanto as outras 15 tinham obras em andamento. No local, também foram desfeitas quatro áreas que estavam sendo loteadas para construção de, aproximadamente, dez imóveis irregulares.

A secretária de Conservação, Anna Laura Secco, ressaltou que o combate às construções irregulares é uma prioridade da atual gestão municipal.

 

– Desde janeiro, somente nas Áreas de Planejamento 4e 5, que englobam os bairros da Zona Oeste, já foram retiradas mais de 160 edificações sem licença. Não vamos mais tolerar quem constrói de forma clandestina, ocupando espaços públicos, oferecendo risco para a população e se aproveitando da boa-fé das pessoas. Uma cidade mais organizada também é uma cidade mais conservada – enfatizou.

 

O secretário de Ordem Pública, Brenno Carnevale,  reforçou a posição da Prefeitura.

 

– Não podemos tolerar a ocupação irregular do espaço público, que acaba sendo fonte de renda para grupos criminosos. Seguiremos firmes no combate às construções ilegais – afirmou ele.

 

O subprefeito da Zona Oeste, Edson Menezes, reforçou que não haverá trégua no combate a esse tipo de construção sem licença.

 

– O papel da Subprefeitura é identificar os locais onde existem essas construções  irregulares e acionar órgãos como a Secretaria de Ordem Pública e Conservação para fazer as demolições. Não podemos compactuar com a ilegalidade e aqui, na Zona Oeste, ela será combatida regularmente – explicou.

 

Durante a ação, a Light desfez 20 pontos clandestinos de energia elétrica. Já a Cedae desativou 25 ligações clandestinas de água.

A operação contou com 80 servidores e teve apoio da Coordenadoria Geral de Operações Especiais (CGOE), da Guarda Municipal, da Polícia Militar, da Controladoria de Controle Urbano (CCU), da Comlurb, da Rioluz, da Cedae e da Light. Para o serviço, a equipe usou uma escavadeira hidráulica, dois caminhões e 16 viaturas.

 

Operação contou com escavadeira hidráulica, dois caminhões e 16 viaturas – Marcelo Piu/Prefeitura do Rio

 

 

  • 31 de maio de 2021