Prefeitura do Rio conclui mais uma etapa de limpeza em canais do Jardim Maravilha

Publicado em 18/06/2020 - 15:48 | Atualizado em 18/06/2020 - 17:29
O trabalho nos canais do Jardim Maravilha tem como objetivo reduzir risco de enchentes. Foto: Marcelo Piu / Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio, por meio da Fundação Rio-Águas, acaba de concluir mais uma etapa de limpeza nos canais do Jardim Maravilha, na Zona Oeste. Desde o ano passado, máquinas da Rio-Águas trabalham no desassoreamento de canais na localidade. Para melhorar o escoamento de rios e das águas pluviais, foram retiradas mais de 10 mil toneladas de material assoreado dos canais, que representam mais de 590 caminhões.

A região sofre com alagamentos recorrentes, e a Rio-Águas trabalha para melhorar o escoamento dos rios. Com todos os cuidados para evitar o contágio do novo coronavírus, os trabalhos de prevenção de alagamentos prosseguem no Rio Cabuçu-Piraquê e no Canal José Sena.

– Os serviços de manutenção em canais que a Rio-Águas realiza em Jardim Maravilha, desde o final do ano passado, são importantes para melhorar o escoamento das águas pluviais, durante as chuvas – explicou o presidente da Rio-Águas, Claudio Dutra.

 

O trabalho nos canais do Jardim Maravilha tem como objetivo reduzir risco de enchentes. Foto: Marcelo Piu / Prefeitura do Rio

 

Conservando Rios

Para esse trabalho de desassoreamento de canais e rios, a Fundação Rio-Águas mantém parceria com o programa Conservando Rios, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, que atua de maneira permanente em 35 rios por toda a cidade. Atualmente, são 39 frentes de trabalho, que empregam 375 mutirantes – voluntários recrutados junto às próprias comunidades, que recebem uma bolsa-auxílio da Prefeitura.

As equipes do programa Conservando Rios atuam de forma contínua, em especial no Canal do Sena e no Rio Cabuçu, região do Jardim Maravilha, contando com 16 mutirantes, supervisionados por engenheiros da equipe da Gerência de Recursos Hídricos de Resíduos Sólidos, da Secretaria de Meio Ambiente da Cidade.

Esse trabalho se desenvolve desde a Estrada do Magarça indo além da Avenida São José dos Campos, com ações no Canal da Barão de Cocais. Somente este ano, já foram retirados mais de 250 metros cúbicos de resíduos sólidos do Canal do Sena.