Asfalto Liso chega a mais uma área da Zona Oeste

Publicado em 03/03/2022 - 16:08 | Atualizado em 03/03/2022 - 16:14
Asfalto Liso na Zona Oeste - Divulgação

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Conservação, deu início aos trabalhos do programa Asfalto Liso em mais uma área da Zona Oeste. Nesta quarta-feira (02/03), as equipes entraram na Rua Bernardo de Vasconcelos, em Realengo. A fim de minimizar o impacto no trânsito, o serviço é realizado das 21h às 6h.

Na Área de Planejamento (AP) 5, que engloba a Zona Oeste, a Conservação fará fresagem e recapeamento em 48 vias, o que representa um total de 118,8 quilômetros de extensão. Até 2024 serão recuperados mais de cinco milhões de metros quadrados de pavimentos em toda a cidade, totalizando 426,3 quilômetros de extensão e contemplando 290 vias.

 

– Na escolha das vias são priorizados os grandes corredores, que concentram maior fluxo de veículos – explica a secretária de Conservação, Anna Laura Valente Secco. – Na Zona Oeste, o Asfalto Liso abrange a maior extensão em relação a todas as regiões do Rio.

 

A programação dessa etapa do Asfalto Liso inclui, além de Realengo, bairros como Campo Grande, Sulacap, Padre Miguel, Bangu, Sepetiba, Paciência, Senador Camará, Santa Cruz, Inhoaíba e Cosmos, entre outros. Alguns dos locais contemplados são: Estrada do Catonho, Avenida Marechal Fontenelle, Estrada do Campinho, Rua Francisco Real, Estrada da Posse, Rua Campo Grande, Estrada Santa Eugênia, Avenida Santa Cruz e Estrada do Monteiro.

Tecnologia como aliada

A tecnologia é uma aliada da Conservação para que o piso das ruas cariocas fique impecável. O diagnóstico de problemas das vias que estão incluídas no programa Asfalto Liso é feito por um equipamento que usa laser para escanear e captar as irregularidades do pavimento, registrando as informações com uma câmera.

 

– Em média, o que os técnicos levariam cerca de dois dias para fazer, o equipamento faz no tempo de ir e voltar por toda a extensão da pista, na velocidade do trânsito –  conta a secretária de Conservação.

 

Os principais equipamentos utilizados nesse tipo de serviço são a fresadora, que faz a raspagem do asfalto desgastado, a vibroacabadora, que aplica a massa, e os rolos compressores, que compactam e dão o acabamento na superfície do novo pavimento.

Passo a passo do Asfalto Liso:

1 – É feito o levantamento topográfico da via, a fim de mapear trecho e áreas a serem trabalhados;

2 – É usada a fresadora, que faz a raspagem do asfalto desgastado;

3 – Entra em cena a vibroacabadora, que aplica a massa asfáltica para que os rasteleiros espalhem, garantindo um bom acabamento;

4 – Na sequência, os rolos compressores compactam o asfalto e garantem o acabamento da superfície do novo pavimento. Nessa etapa, os tampões da rede de infraestrutura são renivelados;

5 – Por fim, é feita a nova sinalização horizontal da via (pintura de faixas no chão).

  • 3 de março de 2022