Novo catamarã entra em ação para recolher o lixo no entorno do Museu do Amanhã

Publicado em 11/11/2021 - 10:51 | Atualizado
Catamarã da Comlurb no Museu do AmanhãO novo catamarã usado na limpeza do entorno do Museu do Amanhã é mais moderno - William Werneck/Prefeitura do Rio

A limpeza do lixo trazido pela maré, que acaba acumulado no entorno do Museu do Amanhã, na Praça Mauá, ganhou um reforço. A Comlurb passou a usar no serviço um novo catamarã, mais moderno, que vem com um mecanismo em formato de cesto na extremidade. O trabalho, realizado de segunda a sexta-feira, é feito em um trecho de cerca de 1,5 quilômetro de espelho d’água da Baía de Guanabara, contornando toda a estrutura do museu.

Em média, são recolhidos por dia cerca de 500 quilos de lixo de maré. Entre os itens mais comuns encontrados na  água  estão  garrafas  de  vidro,  embalagens  pet,  copinhos, brinquedos e até caixotes de madeira. Mas aparecem também, de vez em quando, materiais como carcaças de freezer, tubos de TV e animais mortos.

Limpeza das praias

A Comlurb mantém ainda uma rotina diária de limpeza nas praias da cidade, em até três turnos, dependendo da concentração de frequentadores. Os resíduos mais encontrados na areia são canudinhos, palitos de picolé, espetos, papel laminado, pequenas embalagens de papel, algas e copinhos plásticos deixados pelas marés altas. Em caso de ressaca no mar, a companhia faz operações especiais para retirada de areia do calçadão e da ciclovia, além da remoção do lixo de maré. Atualmente, são utilizados neste serviço 11 tratores, uma pá carregadeira e três minivarredeiras.

 

O serviço de limpeza do lixo da maré é feito de segunda a sexta-feira – William Werneck/Prefeitura do Rio

 

 

São recolhidos cerca de 50 quilos de lixo por dia no entorno do Museu do Amanhã – William Werneck/Prefeitura do Rio
  • 11 de novembro de 2021