Naves do Conhecimento realizam evento em comemoração à 19ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

Publicado em 24/10/2022 - 15:13 | Atualizado
Um robô interativo recepcionou os visitantes e esteve com eles durante todo o evento - Divulgação

A Secretaria Municipal de Ciência e Tecnologia, por meio das Naves do Conhecimento, preparou um encontro entre o passado, o presente e o futuro, em comemoração à 19ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, cujo tema este ano foi o “Bicentenário da Independência: 200 anos de ciência, tecnologia e inovação no Brasil”. O evento “Naves do Conhecimento Construindo História na Ciência e Tecnologia”, realizado na Areninha Carioca Hermeto Pascoal, em Bangu, contou com a presença de mais de 250 pessoas que puderam usufruir de diversas atividades. Uma exposição foi montada com equipamentos antigos para mostrar como era a tecnologia do passado. Durante o evento, também foram expostos aparelhos atuais para mostrar a evolução tecnológica.

Para representar o futuro, um mini robô interativo, óculos de realidade virtual e máquinas de impressão em 3D realizando impressões ao longo do evento despertaram a curiosidade de muitas pessoas. O robô recepcionou os visitantes e esteve com eles durante todo o evento, participando, inclusive, da palestra.

Alunos das Naves de Irajá, Madureira, Padre Miguel, Santa Cruz, Triagem e Vila Aliança acompanharam a exposição e participaram da Arena Gamer com disputas online de jogos Free Fire. Os convidados tiveram ainda cinco máquinas de fliperama à disposição. A ideia de disponibilizar essas máquinas foi para mostrar aos mais jovens como era a tecnologia dos games nos anos 80 e 90. E fazer os mais velhos terem a nostalgia de reviver esses momentos.

Foi uma tarde de muita emoção, aprendizado e conhecimento de como a evolução do tempo vem contribuindo com a tecnologia, e consequentemente no dia a dia. Heliana de Oliveira Benevente, de 64 anos, afirmou que fez uma viagem no tempo.

 

– Foi um momento maravilhoso voltar no tempo e ver esses equipamentos que fizeram parte da nossa vida. Os mais jovens certamente acharam novidade e isso é interessante. Espero que tenhamos mais eventos assim, tudo muito positivo – disse a aluna da Nave de Irajá.

 

O público também pôde participar de uma oficina de light painting (técnica de fotografia moderna) que consiste em criar rastros de luz em uma fotografia. Para fechar a programação, foram sorteados três óculos de realidade virtual e um mini robô interativo. Para concorrer, os interessados tiveram que responder à pergunta “O que será inventado daqui a 200 anos?”, com o intuito de estimular a criatividade e a importância de pensar no futuro.

O jovem Leonam Max da Conceição Teixeira, de 18 anos, ficou encantado com a possibilidade de conhecer tantas coisas.

 

– Eu achei o evento super legal, nem todos os jovens têm oportunidades de ir a locais com ciência e educação. Para mim foi uma grande chance. Eu aprendi bastante sobre a tecnologia, sobre os óculos de realidade virtual. Eu nunca tive a oportunidade de pôr um daqueles óculos no rosto e eu realmente vi como é maravilhoso. E outros tipos de câmeras que eu jamais tive acesso. Achei fantástico. Os jovens merecem ter outras oportunidades assim.

  • 24 de outubro de 2022
  • Skip to content