Vozeirão de aluna de escola municipal arranca aplausos de pé e viraliza nas redes sociais

Publicado em 06/06/2022 - 07:53 | Atualizado em 06/06/2022 - 08:13
  • Início/
  • /
  • Vozeirão de aluna de escola municipal arranca aplausos de pé e viraliza nas redes sociais
Laurinha foi aplaudida de pé após a apresentação no Museu do Amanhã - Prefeitura do Rio

“Tudo bem? Eu sou a Laura e vou cantar junto com a minha turminha do EDI Serginho. Eu vou cantar A Baleia.” Foi assim que a pequena Laura Gabrielly Teixeira, de apenas 5 anos, roubou a cena, semana passada, em um evento da Secretaria Municipal de Educação, no Museu do Amanhã. Ela encantou a todos durante a apresentação musical de um grupo de alunos de sua escola. A surpreendente voz em tom lírico da cantora mirim também se destacou nas canções “Brilha, brilha estrelinha” e “Cidade Maravilhosa”, sendo aplaudida de pé ao final. O vídeo viralizou nas redes sociais e já soma mais de um milhão de visualizações.

Definida em seu perfil numa rede social como cantora lírica em descoberta,  Laurinha deixa todo mundo de boca aberta com o seu talento precoce. Músicas como “Atirei o pau no gato” e “Parabéns pra você” ganham uma versão peculiar na voz dela. A talentosa menina está no pré II do Espaço de Desenvolvimento Infantil (EDI) Medalhista Olímpico  Sérgio Dutra dos Santos, em Realengo.

– Ela entrou no EDI Serginho com 2 anos. Começa agora a ser alfabetizada, já sabe escrever o nome dela e é muito inteligente. Gosta de falar de tudo, sobre o céu, planetas, vulcões. Na TV, em vez de desenhos, prefere assistir aos programas de ciências e sobre animais – conta a mãe coruja Anna Paula Teixeira, que é professora.

O talento para a música foi descoberto quase sem querer, em 2020, no início da pandemia. Com apenas 3 anos, Laurinha surpreendeu a mãe na cozinha de casa.

– Eu estava arrumando a casa, a Laura olhou para mim e disse: “Olha só como sei cantar diferente”. E começou a cantar “Borboletinha, tá na cozinha…”. Ela adora essa música. Hoje, se deixar, vai todo dia de casa para a escola cantando várias músicas o tempo todo.

Do lírico ao samba

O sucesso repentino de Laurinha transformou também os outros alunos do EDI Serginho, que este ano desenvolve o projeto pedagógico “Luz, Câmera, Criança em ação”, incentivando o protagonismo infantil. A unidade de ensino que funciona na comunidade do Batan, em Realengo, tem 12 turmas em tempo integral, com quase 300 alunos, de 6 meses a 6 anos.

– As outras crianças ficaram surpresas quando viram a Laurinha cantar a música “A Baleia” numa versão mais erudita. Agora, na turma dela, todos dizem que são cantores. Além disso, dois alunos que são autistas passaram a interagir mais com os colegas e a professora depois que começamos a desenvolver mais atividades musicais – explica a diretora do EDI Serginho, Jamile Gomes Bueno.

Para incentivar a participação de todos os alunos, foi criada o número musical “Do lírico ao samba”. Antes de se apresentar no Museu do Amanhã, a turminha deu um show, em abril, na Areninha Carioca Gilberto Gil, em Realengo. Desde então, não param de chegar convites para novas apresentações.

– A gente desenvolve muitas atividades lúdicas com as turmas e os alunos trabalham em harmonia, cada um tem o seu papel na apresentação. Nossa proposta para o segundo semestre é montar um show de talentos. As crianças estão bem empolgadas, uma diz que vai cantar funk, outra fala que vai dançar.

 

  • 6 de junho de 2022