Universitários que fazem estágio na Saúde recebem certificados do Projeto Acolher e da Jornada Científica

Publicado em 09/12/2019 - 13:34 | Atualizado em 10/12/2019 - 10:46
Estagiários do Projeto Acolher e da Jornada Científica receberam certificados no Palácio da Cidade. Foto: Mariana Ramos/ Prefeitura do Rio

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, entregou nesta segunda-feira, dia 9 de dezembro, certificados de conclusão a 107 universitários do programa de estágio não obrigatório da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Foram contemplados 44 participantes do Projeto Acolher, que reúne estudantes de diversas áreas de conhecimento, e também os 63 autores de trabalhos finalistas da XII Jornada Científica dos Acadêmicos Bolsistas da SMS.

– A maior lição que vocês podem ter desse estágio, se quiserem ter resultados extraordinários e realizar sonhos jamais imaginados, é a seguinte: pensem nos outros em primeiro lugar – disse Crivella aos estudantes.

 

Gabriel Vasconcelos Guimarães, da Uni-Rio, desenvolveu pesquisa sobre prevenção ao suicídio. Foto: Mariana Ramos/ Prefeitura do Rio
Gabriel Vasconcelos Guimarães, da Uni-Rio, desenvolveu pesquisa sobre prevenção ao suicídio. Foto: Mariana Ramos/ Prefeitura do Rio

 

 

Jornada científica

A jornada científica acontece há 12 anos, com participação das instituições de ensino conveniadas, preceptores, supervisores e centros de estudos. A primeira edição foi em 2007. Os trabalhos apresentados em 2019 foram avaliados por especialistas que atuam nas áreas de formação dos acadêmicos e que, em sua maioria, foram supervisores deles. Cada área programática da cidade escolheu seis finalistas.

– Vocês todos estão de parabéns, espero revê-los trabalhando conosco em outras oportunidades, mesmo os que não são diretamente da área de saúde. Quero ver vocês todos pertinho da gente. Tratem sempre com muito carinho a população – disse a secretária municipal de Saúde, Beatriz Busch.

Gabriel Vasconcelos Guimarães, 23 anos, aluno de medicina da Uni-Rio, desenvolveu pesquisa sobre o tema “Prevenção do suicídio com base no programa Saúde na Escola, um relato de experiência”.

– A gente teve ideia de fazer esse trabalho depois da observação de diversos casos de ideação suicida e tentativas de suicídio na região da clínica de saúde da família onde estou fazendo meu estágio neste ano. Pensamos, eu e minha parceira no trabalho, Rita, em ir nas escolas para conversar com os jovens e adolescentes sobre saúde mental e depressão. Esse estágio foi a oportunidade de colocar em prática o que a gente vê na faculdade. É uma experiência ímpar e que vai agregar muito na nossa vida profissional – comentou.

 

Foram contemplados 44 participantes do Projeto Acolher, e 63 autores de trabalhos finalistas da XII Jornada Científica dos Acadêmicos Bolsistas da SMS. Foto: Mariana Ramos/ Prefeitura do Rio

 

Projeto Acolher

O Projeto Acolher foi instituído este ano pela Coordenadoria Técnica de Gestão de Pessoas da SMS. A modalidade é direcionada a alunos de diferentes cursos de graduação, de instituições de ensino públicas ou privadas com convênio ativo com a Secretaria.

Foram selecionados alunos para atuar em 22 unidades hospitalares, maternidades, centros de emergência regional e centros de atenção psicossocial. Aos alunos selecionados foram ministradas aulas cujos temas tratavam de Sistema Único de Saúde, acolhimento, ética, políticas públicas, regulação, diversidade sexual, entre outros.

Ao fim do programa, os estagiários elaboraram trabalhos sobre o tema “Acolher na Saúde: Práticas humanizadas e inclusivas no cotidiano dos serviços”.

– O Projeto Acolher proporciona aos alunos a oportunidade de vivência com um sistema tão importante como o SUS, aplicando conhecimentos acadêmicos em situações reais. É uma etapa relevante na vida do futuro profissional, pois é nessa etapa que o estudante começa a perceber como funciona o mercado de trabalho, construindo as relações humanizadas com os usuários do SUS, em favor da efetivação de um serviço público de saúde qualificado e resolutivo – explicou Patrícia Kauffmann, assessora especial da Secretaria Municipal de Saúde e uma das organizadoras do projeto.