Secretaria Municipal de Saúde atualiza número de leitos covid-19, taxa de ocupação SUS e transferência para vagas reguladas

Publicado em 04/06/2020 - 20:15 | Atualizado
Prefeitura já abriu 1.252 leitos desde o início da pandemia. Foto: Mariana Ramos / Prefeitura do RioLeito da rede municipal para Covid-19. Foto: Mariana Ramos / Prefeitura do Rio
A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, já abriu 1.252 leitos exclusivos para o tratamento da Covid-19, desde o início da pandemia. Deste total, 248 são leitos de UTI. Somente nos quatro primeiros dias de junho, foram abertos 253 leitos. No mês de maio, foram abertos 526 novos leitos dedicados à Covid.

Nos leitos para Covid ocupados há rotatividade de vagas por causa de altas e óbitos, além de transferências para leitos de UTI que dão retaguarda às enfermarias de Covid e são usados quando o estado do paciente se agrava.


Transferência para leitos


Em toda a rede SUS (federal, estadual e municipal) da Região Metropolitana 1, que engloba a capital e municípios da Baixada Fluminense, 35 pessoas estão reguladas, com leitos garantidos, portanto, e em processo de transferência para leitos de Covid-19. Deste total, 25 são para UTI. O número de leitos é superior à demanda por vagas na rede SUS.

Importante lembrar que todas essas pessoas já estão internadas em unidades de saúde.


Taxa de Ocupação SUS


Em toda a rede SUS na cidade do Rio – que inclui leitos de unidades municipais, estaduais e federais – há 1.758 pacientes internados com suspeita de Covid, sendo 698 em UTI.

Em unidades da rede municipal, há 682 pacientes internados. Deste total, 217 estão em UTIs municipais.

A taxa de ocupação de leitos de UTI para Covid-19 na rede SUS no município é de 87%. Já a taxa de ocupação nos leitos de enfermaria para pacientes com suspeita de Covid é de 54%.

Importante ressaltar que a taxa de ocupação reflete o cenário dos leitos no momento da consulta ao sistema, podendo ter outro número diferente minutos depois.