Secretaria Municipal de Conservação devolve ao Rio bandeiras históricas

Publicado em 15/10/2021 - 19:00 | Atualizado em 15/10/2021 - 19:03
Bandeira do Brasil na Avenida Princesa Isabel - Rodrigo Andrade / Prefeitura do Rio

A Secretaria Municipal de Conservação, em parceria com o Sindicato de Hotéis e Meios de Hospedagem do Município do Rio (HotéisRio), devolveu à cidade as bandeiras históricas do país, tradicionalmente localizadas na Avenida Princesa Isabel, em Copacabana. A cerimônia de entrega foi realizada na manhã desta sexta-feira (15/10).

Antes da atual, o Brasil teve outras 12 bandeiras, sendo que apenas três foram criadas após a independência do Brasil – as anteriores eram portuguesas, utilizadas no país da época de Pedro Álvares Cabral até 1822. Agora, quem passar pela Avenida Princesa Isabel poderá ver todas tremulando em seus mastros e saber detalhes de cada uma delas, lendo a placa comemorativa instalada no local.

Para a secretária de Conservação, Anna Laura Secco, dar atenção aos detalhes que compõem a paisagem carioca também é uma forma de preservar a história:

 

– Manter os monumentos e hastear nossas bandeiras em pontos importantes da cidade sempre foi um compromisso do Prefeito Eduardo Paes, um apaixonado pelo Rio. É motivo de orgulho para a Conservação zelar não somente pela parte operacional, como é o caso da manutenção do sistema de drenagem, mas também pelas belezas e pela cultura da Cidade Maravilhosa.

 

Além do hasteamento das bandeiras, a equipe da Conservação também executou serviços no entorno, como reparo do piso em pedras portuguesas na Avenida Princesa Isabel A ação teve o apoio da RioLuz, que cuidou da iluminação e cedeu o caminhão para que as bandeiras fossem colocadas em seus mastros, e da Comlurb, que atuou com limpeza e pintura.

 

Bandeiras na Avenida Princesa Isabel – Rodrigo Andrade / Prefeitura do Rio

 

Conheça as bandeiras do Brasil:

1 – AMÉRICA PORTUGUESA (1500 A 1816)

Época em que o território brasileiro era apenas parte da América Portuguesa e não possuía uma bandeira própria. E assim, por tradição, Portugal hasteava a bandeira do reino em todos os territórios pertencentes à sua Coroa.

2 – ORDEM DE CRISTO (1319 A 1651)

Foi uma associação (entidade) que patrocinou as grandes navegações portuguesas, e sua bandeira chegou ao Brasil junto com as caravelas de Pedro Álvares Cabral, estampada em suas velas. Esse era o símbolo nacional dos portugueses e foi a primeira bandeira hasteada em solo brasileiro.

3 – BANDEIRA REAL (1500 A 1521)

Utilizada nas embarcações que chegaram ao território brasileiro. Apesar de ser a oficial, ela cedia espaço para a Ordem de Cristo nas expedições no mar. A Bandeira Real foi criada por João II (1455-1495) de Portugal, e continha o estandarte real branco junto com o brasão de armas do país.

4 – BANDEIRA DE DOM JOÃO III (1521 A 1616)

Usada durante o reinado de Dom João III de Portugal. Marcou momentos importantes da história do Brasil, como as expedições colonizadoras de 1530, as capitanias hereditárias em 1534, a criação dos Governos Gerais em 1549 e a divisão do território brasileiro em dois governos.

5 -BANDEIRA DO DOMÍNIO ESPANHOL (1616 A 1640)

Criada pelo rei da Espanha e Portugal Felipe II, conhecido na Espanha como Filipe III. A nova bandeira manteve o escudo e a coroa da bandeira portuguesa, mas foram envoltos por cinco ramos em cada lado. Vale lembrar que, durante o período que essa bandeira foi utilizada no Brasil, ocorreram as invasões holandesas no Nordeste e o início da expansão bandeirante.

6 – BANDEIRA DA RESTAURAÇÃO (1640 A 1656)

Criada após a desocupação espanhola. Representava o ressurgimento do Reino Português. Dom João IV foi o rei que instituiu esta nova bandeira, mantendo o brasão de armas de Portugal e acrescentado uma borda azul, que representa a veneração à padroeira do país, Nossa Senhora da Conceição.

7 – BANDEIRA DO PRINCIPADO DO BRASIL (1645 A 1816)

Foi a primeira bandeira criada exclusivamente para o Brasil, quando Dom João IV conferiu o título de Príncipe do Brasil a seu filho Teodósio, fazendo com que o território passasse a ser considerado um principado. Apesar de ser a primeira bandeira exclusiva, ela não foi a primeira bandeira nacional, pois o Brasil ainda não era considerado uma nação independente.

8 – BANDEIRA DOM PEDRO II (1683 A 1706)

Diferentemente das demais, a Bandeira de Dom Pedro II foi utilizada no auge das expedições dos bandeirantes, entre 1683 a 1706. Pela primeira vez foi incluído o retângulo verde, que ainda é utilizado na bandeira brasileira.

9 -BANDEIRA REAL DO SÉCULO XVII (1600 A 1700)

Criada por Dom Pedro II e utilizada como símbolo oficial do Reino, juntamente com a bandeira da restauração, do Principado do Brasil e da Bandeira de Dom Pedro II. Nessa bandeira foram acrescentadas uma corrente e a cruz vermelha da Ordem de Cristo.

10 -BANDEIRA REINO DO BRASIL (1815 A 1822)

Foi criada com a vinda da família real para o Brasil em 1808, marcada por uma série de mudanças no Reino. Uma delas foi a elevação do título de principado para Reino Unido, em 1815, o que fez com que a bandeira vigente mudasse mais uma vez.

11 – BANDEIRA DO REINO UNIDO DE PORTUGAL, BRASIL E ALGARVE (1816 A 1821)

Em 1815 foi criado o Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarve, mas o Reino só teve sua bandeira em maio de 1816. O Brasil foi representado na nova bandeira pela esfera azul. Essa bandeira foi levada às lutas contra a incorporação da Província da Cisplatina e a Revolução Pernambucana de 1817.

12 -BANDEIRA DO REGIME CONSTITUCIONAL (1821 A 1822)

Essa foi a última bandeira portuguesa a tremular no Brasil como colônia, criada um ano depois que a monarquia absoluta foi abolida de Portugal, instituindo-se o regime constitucional. Ela foi a bandeira vigente entre 1821 a 1822 e esteve presente durante o Grito do Ipiranga, no dia 7 de setembro de 1822, que deu início à emancipação política do Brasil.

13 – Bandeira da República (de 1889 até hoje)

 

Placa com informações das bandeiras – Rodrigo Andrade / Prefeitura do Rio
  • 15 de outubro de 2021